Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Cassi

Lutar contra o aumento da contribuição da Cassi

Mais uma vez a fórmula para a salvação da CASSI é onerar os trabalhadores como sistematicamente vem sendo feito com os supostos prejuízos


Sob o velho argumento de viabilizar soluções para sanar as “dificuldades” que passa a Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil (Cassi), a diretoria bolsonarista do BB quer passar a conta do “prejuízo” para as costas dos trabalhadores.

Para isso, é claro, a direção Banco do Brasil despeja uma avalanche de informações, no mínimo distorcidas, sobre a Cassi, que tem como finalidade impor mais um ônus aos trabalhadores.

Terminada a campanha salarial da categoria em setembro último, onde os banqueiros e o governo golpistas insistiram na política de ataques reajustando os salários dos bancários abaixo da inflação e congelando os salários em dois anos (0,5% acima da inflação para o ano que vem, é sim congelamento salarial), resgatando a política de abono do famigerado governo do PSDB de Fernando Henrique Cardoso, a direção do Banco do Brasil apresentou a proposta “capaz de assegurar a sustentabilidade e a manutenção dos serviços prestados pela Cassi”, através de mais um rebaixamento salarial dos funcionários do BB ao propor um aumento na coparticipação em consultas e serviços auxiliares.

Mais uma vez a fórmula para a salvação da Cassi é onerar os trabalhadores como sistematicamente vem sendo feito com os supostos prejuízos da Cassi, como nos casos das mudanças do estatuto da entidade em 1996 e 2007. A justificativa sempre é a mesma.

Na primeira reforma aumentou em 200% a contribuição dos associados, passando de 1% para 3% enquanto o da empresa passou de 2% para 3%, ou seja, enquanto os funcionários passaram a ter um aumento de 200% na contribuição, o banco teve de aumento 50%. Além da contribuição do banco de apenas 3%, ficou estabelecido que o banco passasse a arcar com 1,5% a mais correspondente às despesas administrativas. No estatuto anterior, era de total responsabilidade do banco, as despesas extras passaram a ser responsabilidade da Cassi. Como já denunciávamos naquela época nada demonstrava que a receita extra do banco cobriria as despesas, hoje as despesas administrativas da Cassi estão em torno de 15% da receita total, ou seja, tirando 1,5% do banco, a Cassi arca com cerca de 13,5% das despesas administrativas, que hoje estão em mais de R$ 300 milhões anuais.

Em 2007 quando houve outra mudança, com a mesma ladainha de que a Caixa de Assistência passava por dificuldades, apoiada pela burocracia sindical, as pelegas Contec e Anabb, depois de uma enorme manipulação quando o corpo social rejeitou a mudança do estatuto por três vezes, o novo estatuto foi aprovado, dentre outras questões, a cobrança da “co-participação” que varia de 10% a 30% sobre eventos  de diagnose e terapia não vinculados à internação hospitalar, e na parte do banco o acordado seria o investimento valor de R$ 300 mi na Cassi em serviços próprios, recursos esses que o funcionalismo não sentiu nem o cheiro.

Mais uma vez a direção do banco chama a categoria a pagar um rombo que não é de responsabilidade dos associados.

A Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil chega a ter uma receita de mais de R$ 4 bilhões com mais de 850 mil participantes, sendo um dos maiores investidores nas carteiras de crédito do BB. Os roubos, favorecimentos a hospitais, desvios de verbas e etc., principais causas da atual situação da Cassi, ficam como estão nada é feito, nada de apuração das denúncias feitas ao banco.

A Cassi é um patrimônio construído pelos trabalhadores e é a eles que cabem o seu gerenciamento e controle, hoje os seus administradores são escolhidos através de seleção interna, coordenada pelo banco que detém a prerrogativa de nomear o presidente da entidade.

Cabe aos trabalhadores do Banco do Brasil barrar mais esse ataque do governo golpista e organizar a mobilização por seus direitos.

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.