Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Copa do Mundo

Lula eleito, agora falta Neymar nos trazer o hexa

É a vez do Brasil levar o hexa para casa


Com uma intensa campanha eleitoral que, principalmente após o primeiro turno, baseou-se na força dos trabalhadores organizados nas ruas, Lula foi eleito, pela terceira vez na história, presidente do Brasil neste domingo (30). A votação colocou o petista com 50,90% dos votos válidos, a mais acirrada desde o fim da Ditadura Militar.

Poucos dias antes, na sexta-feira (28), o Ministério Público da Espanha retirou todas as acusações de corrupção e fraude contra Neymar no julgamento por supostas irregularidades ocorridas na transferência do jogador do Santos para o Barcelona em 2013.

A promotoria espanhola pedia a condenação do jogador a 2 anos de prisão e multa de 10 milhões de euros (algo em torno de R$ 53 milhões) em um processo aberto pela empresa DIS, que representava Neymar na época de sua transferência para o Barcelona e detinha 40% dos direitos econômicos do jogador.

De acordo com a denúncia da DIS, acatada pelo MP espanhol, a transação envolvendo Neymar não teria sido de 17,1 milhões de euros, mas com valores muito superiores, como admitiu o próprio clube catalão, tratar-se de 57 milhões, com a diferença sendo paga à empresa N&N, empresa dos pais do jogador que gerenciava os interesses do atleta. A alegação da DIS é que a diferença de cerca de 40 milhões de euros teria sido diluída em diversos outros pagamentos, como luvas e direitos de imagem, para encobrir o real valor da transação.

Com o processo, o Barcelona foi obrigado a divulgar documentos do contrato do jogador apontando que os valores eram ainda superiores aos até então divulgados, atingindo 86,2 milhões de euros, o que levou a DIS a reivindicar na justiça o valor de 34,5 milhões de euros.

Na defesa de Neymar, os seus advogados alegaram que os valores extras questionados pela DIS correspondem a um “bônus de contratação legal e habitual no mercado do futebol”. A defesa questiona ainda se a Espanha tem competência legal para o caso, uma vez que a legislação brasileira não prevê esse tipo de crime.

O fato é que, em sua reta final, por motivos que ainda estão por ser esclarecidos, o MP espanhol retirou a acusação não só contra Neymar mas, também, contra os demais envolvidos no processo, como ex-dirigentes do Barcelona e os pais do jogador, alegando que julgamento foi “baseado em presunções, não em provas” e que o DIS “errou em sua jurisdição, pois deveria ter ido para a vara cível e não para a vara criminal”.

Em comunicado oficial, a defesa do jogador afirma que “A acusação inicial se pautava exclusivamente nas versões unilaterais, particulares e angularizadas do grupo DIS” e que “Quase dez anos da transferência e de todas as tentativas difamatórias, tendenciosas e negligentes dos acusadores particulares, que causaram dano reputacional incalculável, o caso está definitivamente encerrado”, afirmando, ainda, que irá pedir reembolso dos custos do processo.

Diante de toda a situação de escândalo criada contra Neymar às vésperas do início da Copa, não dá para deixar de associar todo o circo montado com o julgamento, como uma provocação contra a seleção brasileira. É evidente que o Brasil é favorito para ganhar o mundial e, mesmo considerando que possa ter havido lavagem de dinheiro, o que aparentemente não foi provado, essa é uma prática comum em todo lugar. Agora, o que não é comum é que um processo que vem de 2015, portanto tramita há 7 anos, tenha seu desfecho juntamente neste momento.

O que se pode dizer é que fracassou o golpe contra a seleção brasileira, mas não dá para duvidar que outros estarão no caminho na tentativa de desestabilizar o escrete canarinho no rumo ao hexa. O mesmo pode se dizer acerca da eleição de Lula, mais uma vitória que deve ser defendida pelos trabalhadores nas ruas.

Coincidência ou não, em 2002, a primeira vez em que Lula foi eleito, o Brasil foi pentacampeão da Copa do Brasil, o único país, até hoje, a atingir essa conquista. Será a vez da seleção de 2022 que, liderada por Neymar, deve levar o hexa para casa.


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.