Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Explosão de pobreza

Em Heliópolis moradores de rua crescem 182%

PSDB e MDB em São Paulo aplicaram a política de terra arrasada e como consequência aumento em quase 200% das pessoas em situação de rua.

moradores de rua

Quando se diz que a gestão que se arrasta por mais de 20 anos do PSDB em SP só produziu morte, miséria e destruição, não é simples retórica de esquerda.

O número de pessoas em situação de rua, que cresceu no período de 2 anos, em Heliópolis, zona sul de SP, com a alta de 182%, só confirmam o total desprezo dos governos do PSDB com os problemas que afligem os trabalhadores e com o povo em geral, na total falta de políticas sérias de moradia e na falta de todas outras políticas que afetam a qualidade de vida da população.

O PSDB apenas atua na destruição com a política de desocupações em massa das moradias em áreas consideradas irregulares. Só São Paulo detém 28% de todos despejos, sendo que em 2021 as ações de reintegração de posse aumentaram em 79% e no final do mesmo ano outras 123 mil pessoas estavam sob o risco de serem despejadas, conforme dados da rede Brasil Atual e CMP – Central de Movimentos Populares.

O governo do PSDB demonstra que não quer resolver o problema quando expulsa famílias inteiras de suas casas, sem qualquer contrapartida séria, sem realocar as famílias dos trabalhadores em local seguro. Ao contrário disso, expulsam as pessoas, muitas vezes de casas bem construídas, às custa do trabalho dos cidadãos. E quando destina adultos, jovens, Crianças, idosos a se tornarem pessoas em situação de rua, criam uma rede de miséria, violências e abandono.

Para a imprensa, são “moradores de rua”, ou seja, são pessoas que se acomodaram nas ruas e pela permissividade e suposto uso irrestrito de álcool e drogas, querem continuar nas ruas, querem morar nas ruas, divulgam que trata-se duma população desocupada na vagabundagem que merece total desprezo. Essa ideia visa a um total desprezo da população, podendo levar à violência, advindos de grupos de extrema-direita.

Ao contrário dessa mal versada definição, estão pessoas com famílias inteiras desempregados e desalojados por não conseguirem mais pagar aluguel ou simplesmente foram expulsos de suas moradias.
Como prova desse descaso com a população, famílias inteiras são colocadas em situação de rua. Em 2 anos, esse número saltou de 73 pra 205.

Em 2020 o número de pessoas em situação de rua no Brasil, segundo a Fiocruz, já era de 221.860 pessoas. 31% delas estão lá há menos de um ano.

Esses números e situações apresentados aqui não vem acontecendo ao acaso, mas são resultados retumbantes da política desastrada e neoliberal dos governos do PSDB em SP e das políticas ligadas ao golpe de 2016, que está transformando o país um grande centro de trabalhadores miseráveis e sem nem ao menos a garantia e segurança da moradia própria de ter um endereço para comprovar sua cidadania.

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.