Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Vitória apertada de Lula

Como Lula deve atrair o apoio dos trabalhadores bolsonaristas

Mais de 58 milhões de pessoas, não estamos falando de gado bolsonarista, de fascistas, de milionários e sim de operários, trabalhadores que precisam ser atraídos pela esquerda


Como visto no último domingo, o País literalmente se dividiu em torno de dois candidatos à presidência. Eleito, Lula teve pouco mais de 2 milhões de votos contra o derrotado Jair Bolsonaro. A lógica é que entre os mais de 58 milhões de pessoas que votaram em Bolsonaro não são como a esquerda pequeno-burguesa gosta de dizer — os “ricos, fascistas e gados”. Dentro desse número estão milhões de trabalhadores, que por motivos diversos se identificam com o discurso do candidato da extrema direita. Portanto, é preciso que Lula altere essa situação, que busque meios para atrair boa parte desse eleitorado.

Bolsonaro teve muito voto entre os trabalhadores, principalmente entre os trabalhadores de mão de obra mais especializada, ou seja, os que recebem de 2 a 5 salários mínimos. A principio poderíamos dizer que há muita demagogia do candidato derrotado para todos os setores de trabalhadores do país, no entanto Lula sempre se colocou ao lado dos mais pobres, não é à toa que conquistou a maioria dos votos daqueles que ganham menos de um salário mínimo. Isso se dá porque o ex-presidente se colocou, em seus governos anteriores muito mais ao lado dos “excluídos” dos miseráveis, se preocupando menos com o trabalhador das fabricas.

Apesar das melhorias e o avanço que teve o país durante os governos do Partido dos Trabalhadores, os funcionários das fabricas ficaram meio esquecidos, faltaram reivindicações mais radicais em relação a esse setor para que suas vidas realmente mudassem, a diminuição da jornada de trabalho sem diminuição dos salários seriam uma deles. Durante a campanha, tirando a questão da isenção de impostos para quem ganha menos de 5 salários mínimos, pouco se ouviu sobre o que realmente passa esses que estão empregados em fabricas. Isso significa que PT não apresentou um grande programa para esse setor durante as eleições.

Esses trabalhadores que ganham 2 salários mínimos ou mais somam quase 70% de todos os trabalhadores brasileiros ativos. Em uma pesquisa divulgada pelo DataFolha no inicio de outubro, Bolsonaro apareceu com 52% e Lula 41% entre a população que ganha entre 2 e 5 salários mínimos. A vitória do ex-presidente foi muito apertada, se parte desse setor estivesse realmente assegurado de que Lula garantiria mais emprego, desenvolvimento industrial, fortalecimento da indústria, mais qualificação dessa mão de obra, tecnologia, enfim, pontos que realmente interessa a esse grupo de trabalhadores, a situação eleitoral não teria sido aquele “haja coração” que a esquerda passou no primeiro e no segundo turno.

Não há dúvidas de que a vitória de Lula foi uma vitória da classe operária contra a burguesia, resultado direto das mobilizações que começaram ainda em 2016 pós golpe Estado, no entanto a demagogia bolsonarista arrastou muita gente. Quem não conhece aquele camarada, vizinho, tio, primo etc. que é operário e mesmo com toda a destruição que os governos golpista causaram nos direitos trabalhistas, ainda declararam voto na direita ou extrema direita? Mesmo com toda confusão causada pela imprensa e as redes sociais, esse pessoal precisa de amparo material e concreto para mudar o voto.

Não é hora de descansar, a votação expressiva de Bolsonaro, mostra que o trabalho da esquerda junto a população precisa ser retomado imediatamente. É preciso uma ampla discussão politica baseado nas melhorias para os trabalhadores. O discurso bolsonarista tem um caráter mais radical, parece ser o candidato antissistema, mesmo a gente sabendo que ele não é, não soa assim para a população menos esclarecida politicamente e ultimamente os trabalhadores tem se identificado muito mais com esse tipo de fala, radical.

Diante da situação politica que se avizinha, dos enfrentamentos que a esquerda terá no próximo período contra a direita e a burguesia, Lula deve começar o trabalho imediatamente de dialogo com esses trabalhadores. Visitar as fábricas, conversar olho no olho com esses operários, escutar e discutir as principais reivindicações dessas categorias. Por fim, de maneira real e lúcida atrair os trabalhadores bolsonaristas, mostrar que se tem um governo que defende os interesses deles é um governo de esquerda e não a extrema direita entreguista.


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.