Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Inimigos do futebol

Casagrande e as picuinhas da imprensa contra a Seleção Brasileira

O ex-jogador parece ter incorporado a campanha contra o futebol brasileiro


O ex-jogador Walter Casagrande Jr, ex-comentarista da Globo e colunista da UOL parece ter se tornado o principal representante de uma imprensa cuja principal preocupação não é analisar o futebol, mas encontrar todos os defeitos – reais ou inventados, principalmente inventados – sobre a Seleção Brasileira.

Casagrande foi um grande jogador, ainda que não tenha participado de copas do mundo, como muitos craques brasileiros. O Brasil é disparado o País que mais produz craques de futebol e é natural que muitos ótimos jogadores não tenham tido a oportunidade de ir para a Copa ou até mesmo para a Seleção.

Justamente porque foi jogador é muito estranho que Casagrande se coloque ao lado dos abutres da imprensa que vivem para atacar o futebol brasileiro. Ao lermos alguns desses jornalistas e comentaristas, temos a nítida impressão que o maior passatempo deles é procurar defeitos na Seleção e quando não encontram, simplesmente inventar.

Casagrande já encontrou motivo para chamar Tite de vaidoso, Neymar de arrogante, Daniel Alves de vaidoso, Raphinha de ignorante, já implicou com o cabelo de Neymar, com a convocação de Tite, com a escalação do time reserva contra Camarões e até com os ex-jogadores da Seleção que estão no Catar. Segundo ele, os jogadores brasileiros seriam arrogantes por não estarem junto com o povo enquanto os argentinos estariam com os torcedores. Esse comentário foi a prova de que qualquer coisa pode ser motivo para falar mal do futebol brasileiro.

A última dessa picuinha foi com a chuteira de Vinícius Jr..Em vídeo do UOL, Casagrande reclamou da briga judicial entre Vini Jr. e a Nike. O jovem jogador brasileiro se sente lesado por um contrato com a Nike, multinacional norte-americana, e quer reincidi-lo. O principal argumento de Casagrande é que essas coisas são secundárias, que o jogador precisa ter foco.

“Em coisas de Copa do Mundo tem que ter foco. O que interessa a chuteira do Vinícius Júnior nesse momento? Não dá para esperar 20 dias para reclamar, resolver, processar? Tem que ser agora, na véspera do jogo das oitavas de final? É tanta necessidade assim, é urgente isso?”

À primeira vista, a crítica teria fundamento. “É preciso ter foco na Copa”. O problema aqui é que o alvo de Casagrande é errado. Ao invés de criticar a relação que os monopólios capitalistas têm com os jogadores, ele critica o jogador. Seu alvo é o jogador, não essas empresas parasitas que se aproveitam dos jogadores.

O único efeito que as críticas de Casagrande podem trazer é desestabilizar os jogadores. Um desserviço à Seleção e ao futebol brasileiro.

Outra coisa que mostra a picuinha é que por muito tempo ouviram-se críticas à Seleção por seu contrato com a Nike, monopólio norte-americano de materiais esportivos. De fato, o contrato tem muitas coisas ruins, é um atrelamento do futebol brasileiro a uma marca estrangeira, que tenta controlar o futebol do País. Agora que Vinícius Jr. quer se livrar da Nike, mesmo que seja para assinar um contrato com outro monopólio, ele também é criticado por isso.

Casagrande incorpora a política da imprensa de atacar o futebol brasileiro e a Seleção. Tudo é motivo para falar mal do nosso futebol. Esse jornalismo perde mais tempo procurando picuinhas do que de fato fazendo jornalismo.

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.