Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Campanha salarial

Bancários: marcado Congresso do DF para a campanha salarial

Estão marcados, entre os dias 12 e 20 de maio, os congressos específicos dos bancários (BRB; BB; CEF; Bancos Privados), culminando com o Congresso Distrital dos Bancários do DF


A direção do Sindicato dos Bancários de Brasília marca os congressos da categoria, para o início de maio, com o objetivo de definir as pautas de reivindicações da base do DF, que será levada para os Congressos Nacionais dos trabalhadores bancários, a serem realizados no começo de junho.

Estão marcados, entre os dias 12 e 20 de maio, os congressos específicos dos bancários (BRB; BB; CEF; Bancos Privados), culminando com o Congresso Distrital dos Bancários do DF e Entorno, para a organização da pauta de reivindicações da categoria, que tem a sua data base em setembro, para a renovação da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) e dos acordos coletivos, pautas essas que serão levadas para a discussão no congresso de toda a categoria nacionalmente, marcado para acontecer na cidade de São Paulo no começo do mês junho.

A categoria bancária vem comendo o pão que o diabo amassou, nas mãos dos banqueiros e seus governos de plantão, com a política de arrocho salarial, demissão em massa, privatização, terceirizações, falta de pessoal, assédio moral, ataque aos fundos de pensões e os planos de saúde, ou seja, um conjunto de medidas que vem aprofundando os ataques aos direitos e conquistas da categoria bancária.

Enquanto os banqueiros parasitas, nacionais e internacionais, enchem os tubos de dinheiro (somente os quatro maiores bancos no País, lucraram em 2021 R$ 81,63 bilhões), mais de 36 mil bancários, em 2021, foram jogados no olho da rua. Além disso, a categoria sofre um arrocho salarial comparável, apenas, no famigerado governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB), na década de 1990, quando os bancários amargaram um congelamento salarial por oito anos, o que levou a categoria a ter uma perda salarial de cerca de 80%. Ou seja, para que o bancário recomponha os seus níveis salarias, antes do governo de FHC, deveriam ter um reajuste que, no mínimo, dobrasse os seus vencimentos.

Já começam os primeiros preparativos dos bancários para mais uma campanha salarial que, se dará, ainda, no processo de golpe de Estado, onde os direitos dos trabalhadores estão todos sendo liquidados pelas instituições golpistas (Executivo, Legislativo e Judiciário), um ataque às já precárias condições de vida dos trabalhadores e da população em geral. A política econômica do governo golpista de Bolsonaro, representante dos grandes banqueiros nacionais e internacionais e do imperialismo, implanta um violento ataque que afeta diretamente a categoria bancária, como foi, por exemplo, o fim da CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas), terceirizações indiscriminadas, fim da aposentadoria, tanto para homens quanto para mulheres, prevalência do negociado sobre o legislado etc., um rol de medidas que vêm transformando os trabalhadores em verdadeiros escravos.

Diante dessas condições, a única saída para os bancários é armar os trabalhadores, nessa campanha salarial, com o único instrumento que pode barrar a ofensiva reacionária dos patrões, que são os seus métodos tradicionais de luta. Nos congressos, plenárias, assembleias, o que está colocado para a categoria é a organização da greve geral de toda a categoria bancária, mobilizar para derrotar o governo golpista dos banqueiros e tubarões capitalistas, inimigos do povo e da classe trabalhadora, e ir às ruas contra o golpe. Além de lutar pelas pautas fundamentais da categoria, os bancários, nos seus congressos, devem ter como um dos temas mais importantes a luta pelo Fora Bolsonaro e todos os golpistas; por Lula Presidente, por um governo dos trabalhadores.

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.