Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Campanha imperialista

As especulações sobre a saúde de Lula: um mau presságio

A onda de cânceres que acometeu os líderes da onda rosa levanta suspeita sobre a recente campanha da imprensa burguesa a respeito da saúde de Lula


O último período, até mesmo desde as eleições, foi palco para uma atenção desmedida da imprensa burguesa à saúde de Lula, algo que não pode ser tomado como ocasional. As especulações sobre uma fraqueza, possíveis sucessores, a impossibilidade de concorrer após esse mandato são não apenas mera especulação, mas já uma campanha em si.

Mais que isso, a especulação sobre a saúde, doenças e etc, abre espaço político para uma intervenção do imperialismo nesse sentido, que, surpreendendo os trabalhadores, pode passar por fato natural. A incidência de súbitas doenças graves e até morte natural súbita de líderes populares reais, amados pelo povo na América Latina, não é algo incomum, e se dá com estranhas coincidências.

Durante a chamada onda rosa no continente, em que uma série de países da América do Sul, mas também da América Central, elegeram presidentes de esquerda de tipo nacionalista, uma onda de cânceres se abateu sobre tais lideranças pouco tempo depois. Representantes venezuelanos já denunciaram o câncer que vitimou Hugo Chávez como obra do imperialismo, e exemplos não faltam de presidentes que representaram um enfrentamento ao domínio dos EUA que contraíram doenças no mesmo período.

O presidente da argentina Nestor Kirchner, que se destacou no governo por sua política nacionalista e de integração latinoamericana, teve uma “morte súbita” em 2010. Sua sucessora, Cristina Kirchner, foi diagnosticada com câncer em 2011, diagnóstico posteriormente descartado após a cirurgia. A ex-presidenta Dilma Rousseff, em 2009, quando havia sido indicada como sucessora de Lula, foi diagnosticada também com câncer. Ainda em 2011, o presidente Lula também enfrentou um câncer. O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, morreu de um câncer em 2013, após um ano e meio da doença, que foi diagnosticada em 2011. O presidente do Paraguai, Fernando Lugo, também foi diagnosticado com câncer, no final de 2010.

Algo que não se pode afirmar com certeza é a participação do imperialismo nessa onda de cânceres, algo que também não é descartável. Após os fatos exemplificados, porém, nada que venha da imprensa imperialista, nenhuma campanha deve ser tomada como inócua ou ingênua, e as possibilidades, que existem, devem ser consideradas como tal. Os trabalhadores e suas organizações precisam estar prontos para enfrentar todo tipo de ofensiva do imperialismo, que dispõe de uma quantidade de recursos inimaginável, e possui todo o interesse de empregá-la na manutenção de seu domínio sobre a América Latina.

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.