Por quê estou vendo anúncios no DCO?

O melhor futebol do mundo

Zona do Agrião: 90 anos de Garrincha, o Anjo das Pernas Tortas

O ídolo brasileiro, com suas pernas tortas, tinha tudo para dar errado no futebol, porém tornou-se a Alegria do Povo

Mané Garrincha é um verdadeiro fenômeno da natureza. Quando criança, os próprios médicos acreditavam que ele nem iria caminhar um dia. Quando chegou ao clube do qual um dia se tornaria o ídolo, o Botafogo, enfrentou aquele com quem protagoniza a polêmica, sobre quem é o maior ídolo do clube: Nílton Santos.

Enfrentar o lendário e mais completo jogador botafoguense, melhor defensor da época, era, naquele momento, a prova de fogo para os novatos que pretendiam integrar a equipe como ponta direita, posição que o clube necessitava na ocasião.  

Nílton marcava os candidatos “no grito”, o que era suficiente para descartá-los. Porém, com Garrincha, foi diferente.

Sua anomalia física causou espanto em todos aqueles presentes no estádio General Severiano, sede do clube, para o treino. O menino de pernas exageradamente tortas foi motivo de chacota por parte do técnico Gentil Cardoso. A impressão era de que o garoto seria totalmente incapaz de jogar futebol, seria essa a única atividade que não poderia exercer na vida.

Porém, em determinado momento do treino, a bola sobrou para Garrincha, o passe para um novato era o último recurso disponível. O garoto matou a bola e o grito de Nílton Santos não o intimidou. Ficou esperando em sua “posição de desafio”, que ganhou fama a partir dali. 

Foi o primeiro dos três dribles entre as pernas que o grande defensor e ídolo botafoguense levou. A partir desse episódio, a saga do Anjo das Pernas Tortas pelo futebol tem início. O ex-operário agora abria o caminho para tornar-se ídolo do nosso esporte.

Mané Garrincha completaria 90 anos no dia 28, considerando a data em que foi registrado. Sua trajetória foi lembrada e homenageada no último programa Zona do Agrião, que foi ao ar no dia 30 pela COTV.

Também conhecido como a “alegria do povo” por aqueles que tiveram o privilégio de o ver jogar, Garrincha não jogava futebol apenas pelo resultado, promovia aos torcedores um grande espetáculo através de seus dribles desconcertantes. 

Para conferir a homenagem à sua trajetória, acesse o link:

No Dossiê Causa Operária de número 8, confira também a matéria sobre nosso grande ídolo do futebol. A publicação pode ser assinada através do link abaixo:

Página Inicial

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.