Entendendo a Palestina

Uma breve história do Hamas

Apresentado por Izadora Dias, a produção desmente falsificações difundidas pelos detratores do Movimento Resistência Islâmica, a máquina de propaganda imperialista e pró-sionista

Após o sucesso da produção “10 pontos para entender a farsa de Israel”, a Causa Operária TV (COTV) publicou ontem (6) o segundo vídeo da série “Entendendo a Palestina”, intitulado “Uma breve história do Hamas”. Apresentado por Izadora Dias, coordenadora do coletivo de negros João Cândido, a produção desmente falsificações difundidas pelos detratores do Movimento Resistência Islâmica (Hamas, na sigla em árabe), tradicionalmente apresentado na propaganda imperialista e pró-sionista como um grupo de criminosos, ultra-sectários e inescrupulosos. Nada mais distante da realidade.

Fundado em 1987, o até então agrupamento dedicado à assistência social daria uma guinada acentuada para a esquerda, constituindo-se em um partido político e organizando sua milícia, as Brigadas Izz ad-Din al-Qassam, quando seus militantes “decidiram pegar em armas contra os ataques israelenses”, segundo Izadora Dias. “O grupo, rapidamente, ganhou popularidade por sua postura militante e de luta armada contra o Estado de Israel”.

A produção audiovisual destaca também o papel da capitulação do Fatah, partido que, até o começo dos anos 1980, expressava a tendência de luta do povo palestino contra a ocupação de sua nação pelos sionistas, mas que trairia os árabes, tornando-se, como destaca Dias, “uma polícia a serviço do sionismo”. A coordenadora do João Cândido prossegue na apresentação do curta, destacando as crescentes tensões no interior do movimento palestino e, também, indicando também como as crises, longe de abalarem o Hamas, impulsionaram seu crescimento, fazendo do partido uma verdadeira organização popular.

O programa lembra que já em meados dos anos 2000, durante a Segunda Intifada, nome dado pelos árabes à grande revolta encerrada em 2005, o partido contava com uma enorme autoridade entre a população palestina, apesar de não ter participado das eleições daquele ano, optando por boicotá-las. Apenas no ano seguinte, o Hamas e demais grupos políticos opositores do Fatah concordariam em participar do pleito, quando o Hamas apenas conquista 74 de 132 cadeiras, garantindo a maioria do parlamento palestino ao partido.

Como destaca a militante do Partido da Causa Operária, as tentativas do Hamas de formar um governo de unidade nacional palestina fracassam, o que longe de resultar em um enfraquecimento, fortalece o partido, que expulsa o governo corrupto do Fatah e assume o governo da Faixa de Gaza, mesmo sob ataque de Israel. As forças sionistas, lembra Dias, invadem a Faixa para impedir a formação de um governo sem os aliados do Fatah, no que fracassam.

Izadora Dias destaca, por fim, a diferença entre o Hamas e o Fatah. A cada etapa da luta, lembra, o partido avança, evolui e se torna mais sofisticado em sua organização, qualificando-se para os propósitos revolucionários desejados pelo povo palestino, em sua luta pela libertação do país invadido e pela reconstituição de uma Palestina livre. Em apoio a essa luta, a COTV voltará a produzir curtas que ajudam a entender a questão Palestina, explicando os fenômenos que lá se desenvolvem e também desmentindo as falsificações da imprensa cínica e mentirosa, como pode ser consultado no vídeo abaixo:

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.