Hoje, em São Paulo

Todos à Av. Paulista em defesa da Palestina!

Bombardeio em Gaza e censura no Brasil, trabalhadores devem se unir em combate a política sionista em todo o mundo.

Hoje, 3 de dezembro, ocorrerá na Avenida Paulista mais um ato em defesa da Palestina. A atividade está marcada para as 11 horas e a concentração do bloco do PCO será a partir das 9h, na praça Oswaldo Cruz, local onde o ato terá início.

O ato foi convocado como resposta à retomada dos ataques israelenses ao Sul da Faixa de Gaza após o término da trégua obtida semanas atrás.

A defesa da Palestina por parte dos trabalhadores brasileiros é de extrema importância, pois se trata do apoio ao povo oprimido pela face mais cruel e violenta do imperialismo: o sionismo fascista do Estado artificial de “Israel”.

Portanto, apoiar o triunfo desse povo e suas organizações armadas, que estão na linha de frente de sua defesa contra o sionismo, é o dever de quem está na luta contra todo o imperialismo mundial.

O momento é importante também devido ao fim da trégua do massacre israelense, uma conquista do Hamas e das demais organizações armadas palestinas. Os sionistas mais uma vez mentiram ao acusar os palestinos de violar a trégua, dessa maneira tiveram o pretexto perfeito para retomar os bombardeios.

 A trégua, como era esperado, não foi devidamente respeitada pelos sionistas, no período foram registrados encarceramentos. Porém, a soltura de presos palestinos e a interrupção do massacre não faziam parte dos planos de Israel. Foi uma vitória por parte do Hamas e de todas as organizações armadas.

No Brasil, os sionistas procuram perseguir quem defende a Palestina através da censura, como no caso do jornalista Breno Altman, acusado de racismo, crime inafiançável, por denunciar a política sionista. 

A Justiça interpreta o combate ao sionismo como ódio ao povo judeu, o que é uma mentira. Há muitos judeus que defendem os palestinos, inclusive o próprio jornalista citado. A acusação se dá pois a Justiça burguesa está a favor dos sionistas.

O aumento da censura, que a esquerda pequeno-burguesa brasileira apoiou, permite que essa perseguição seja levada adiante. Parte da esquerda pequeno-burguesa acredita que o aumento da censura e perseguição aos supostos racistas iriam fazer com que o crime sumisse. 

O resultado é que o negro continua oprimido e aqueles que aqui se levantam contra um Estado de segregação racial, que atenta contra todo um povo, passem por vítima do chamado “discurso de ódio”. A censura, como sempre alertaram os marxistas, sempre acaba por tentar calar o povo e a vanguarda combativa da classe trabalhadora. 

O ato deste domingo tem como dever denunciar a política genocida dos sionistas contra os palestinos, e também a ação deles aqui no Brasil, através da censura e da interferência do Mossad na criação da farsa sobre o Hezbolá, feita pela Polícia Federal.  Esse é o caminho a se seguir nessa luta contra o imperialismo e a favor dos povos oprimidos de todo mundo. Viva a luta dos palestinos contra o Estado de Israel.

 

 

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.