Mais uma do stalinzinho

PCB: se o PT não morreu, é preciso matá-lo!

Para o grande expoente teórico do PCB o presidente Lula se rendeu completamente à direita, faltou apenas explicar toda a sabotagem feita pela direita contra Lula

O PCB está se colocando como a linha de frente da esquerda golpista. Um de seus principais propagandistas é o youtuber Jones Manoel. Neste mês ele já acusou Lula de ser uma continuidade de Bolsonaro e Temer, e agora publicou um video sobre o texto “A vergonhosa morte da esquerda brasileira”. No vídeo intitulado “A esquerda está morta? O polêmico texto de Heribaldo Maia” ele apresenta uma sequência de argumentos golpistas que colocam os stalinistas do PCB como linha auxiliar da nova tentativa de golpe contra o presidente Lula. 

Jones Manoel cita três argumentos principais no texto. O primeiro seria que é falsa a oposição entre reforma, governo do PT, e revolução. Isso na verdade seria uma campanha do PT, não se pode atuar de forma ”revolucionária”, que na tese do PCB seriam os atos contra o Arcabouço Fiscal, é necessário apenas atuar apoiando o governo reformista de Lula. Ou seja, a oposição reforma x revolução, seria uma tentativa do PT de desmobilizar os setores mais combativos da esquerda. Nas palavras de Jones: “É falso que só existam as alternativas defender a política de Lula ou pegar em armas, reforma ou revolução, não é realidade. O imobilismo é produzido assim pelo PT. Ou é revolução, ou o é o PT, isso é desmobilizador.”

Aqui se coloca o primeiro absurdo. Primeiro porque o grande teórico do PCB comenta o debate realizado por Rosa Luxemburgo sem citar nada acerca dele. Segundo porque essa tese não é exposta em geral pelo PT. Alguns setores usam uma análise sobre 2013 para se colocar contra todo tipo de ato de rua, mas não é algo que está na pauta geral do governo. Mas o que está em discussão não é nem a revolução e sim se devem ser feitos ou não atos de rua em meio ao governo Lula. A discussão sobre a reforma e a revolução é muito clara no marxismo, não existe oposição. Aumento de salário é uma reforma, conquista de direitos trabalhistas são reformas, distribuição de terras é reforma, nada disso é revolução mas todos os revolucionários apoiam. Por meio das conquistas de reformas se fortalecem as organizações dos trabalhadores que serão cruciais para o momento da revolução.

O segundo ponto citado já é um combate aos argumentos que denunciam que o PCB é uma esquerda golpista. A tese seria de que é uma farsa de que a culpa das políticas direitistas é do Congresso ou da imprensa, a culpo portanto seria do próprio Lula. “É falso que a culpa é do Congresso ou da ‘mídia’, não existe lógica de enfrentamento no social liberalismo, a lógica é de rendição, a política é uma constante rendição aos interesses da burguesia e seus representantes.” Esse é o grande erro de toda a esquerda golpista. Lula não estaria lutando contra a direita, ao mesmo tempo não se pode falar que sua política é a da direita. Então criaram o conceito que ele está rendido a direita e isso seria uma justificativa para uma tese absurda de que a culpa do que está acontecendo não é da direita, mas do próprio Lula.

Para provar essa tese seria necessário explicar todos os choques que o presidente está tendo com a direita brasileira e o imperialismo. Lula parou completamente os processos de privatização que existiam durante os governos Bolsonaro e Temer. Iniciou uma campanha pela reestatização da Eletrobrás e contra Campos Neto no Banco Central. Sua política internacional desafia totalmente o imperialismo. A exceção da questão internacional, que Lula está muito a esquerda, os demais ainda são políticas tímidas. Mas claramente não são uma rendição total à direita. A própria redução do preço da gasolina e do gás, o PPI era uma das principais pautas da direita em todo governo Bolsonaro. 

O youtuber comenta: “Não é possivel enfrentar nada? Não é possível pautar nenhuma política? No máximo manter políticas sociais dos governos anteriores?“ Como se Lula não apresentasse nenhuma política. É uma farsa completa. O presidente claramente tem um objetivo que tem dificuldades de cumprir devido à sabotagem da imprensa, do Congresso, das Forças Armadas, do Judiciário etc. Mas o problema não é apoiar a política de Lula e do PT, mas atacar Lula e o PT ignorando que há uma política de sabotagem da direita que já começa a se movimentar num sentido golpista. Isso por sinal é totalmente ignorado, Jones apenas fala que é uma mentira, mas não comenta porque a sabotagem gigantesca ao governo é irrelevante. É a mesma política do PCB para os outros países, ignorar a direita e o imperialismo, a culpa é sempre do governo nacionalista.

Ele então cita o governo pró-imperialista de Petro na Colômbia como exemplo: “O governo gustavo Petro, não é um governo revolucionário, mas é um governo reformistas que enfrenta a política neoliberal e a burguesia da Colômbia”. É engraçado que um a Venezuela e a Nicarágua não sejam citadas. Os dois governos latino-americanos, a exceção de Cuba onde houve uma Revolução Socialista, que não foram derrubados por golpes que impuseram um governo neoliberal. A esquerda anti-imperialista pelo contrário é atacada pelo PCB. Bom mesmo é Petro e se possível Boric, esse no entanto está indo mal demais para ser elogiado. 

O último ponto é que é necessária a autocrítica: “A autocritica é uma arma revolucionária. Não criticar apenas PT, PDT e PCdoB. Criticar também os comunistas, a esquerda marxista”. Esse ponto é menos importante. Apenas uma repetição da baboseira golpista repetida contra o PT. O partido necessitaria de uma “autocrítica”. Basta distinguir de Lula em 2023 para 2003 para ver que houve mais que uma crítica, houve uma mudança radical em sua política, uma guinada a esquerda. Mas isso parece impossível para o PCB. Desde o ano de 2015 o disco está arranhado, só existe o ataque ao PT e principalmente à Lula, não importa se essa é a mesma política de todo o bloco unificado da direita.

A morte da esquerda brasileira portanto seria a morte do PT, ou melhor ainda, o PT se mantém no governo mas deixou de ser de esquerda. E qual é o dever da esquerda quando a direita está no governo? Derrubá-la. A sanha golpista do PCB parece não ter limites. Jones Manoel é um dos grandes expoentes desse setor da esquerda. Há inclusive a tentativa de se iniciar uma nova onda de manifestações contra o governo Lula, o que demonstra que essa política golpista já está muito bem articulada. O que resta saber é quem está por detrás de toda essa articulação, isto é, se ela é apenas loucura e oportunismo da pequena burguesia, ou se há toda uma armação que vem de fora do Brasil.

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.