Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Análise da 3ª

Rui Pimenta discute Hamas, Argentina, Equador e 8 de janeiro

Presidente do PCO criticou duramente resolução brasileira contra o Hamas

Muito embora a guerra entre palestinos e israelenses seja, de longe, o grande tema da análise internacional no momento, o programa Análise de 3ª, da Rádio Causa Operária, começou com um debate sobre a situação na Argentina. Segundo as informações da imprensa capitalista, o candidato de extrema-direita Javier Milei pode vencer no primeiro turno.

Para Rui Pimenta, presidente do Partido da Causa Operária e comentarista da Análise de 3ª, isso seria um indicativo de que a burguesia argentina já estaria formando um consenso em torno de Milei. Essa seria, segundo Pimenta, uma nova fase do processo político latino-americano, do qual a Argentina estaria apresentando, precocemente, suas características.

Da Argentina, o presidente do PCO passou para a análise do Equador, onde acabou de acontecer o segundo turno das eleições presidenciais. “Segue o padrão”, disse Pimenta. Isto é, o mesmo padrão que países como o Uruguai, que está sob o domínio da direita neoliberal. “Na América Latina, há toda uma tendência à direita, obviamente impulsionada pelo imperialismo”, observou o presidente da organização trotskista.

Antes de passar para a análise do conflito no Oriente Médio, Rui Pimenta ainda comentou o fato de que o ex-presidente Jair Bolsonaro está sendo indiciado sob acusações oriundas da fraudulenta “teoria do domínio do fato”, utilizada para condenar dirigentes petistas no julgamento do mensalão. “É a institucionalização dos métodos podres de Sergio Moro e Joaquim Barbosa”, definiu Rui Pimenta.

Ao tratar da situação na Palestina, o presidente do PCO não poupou críticas ao governo Lula. O Ministério das Relações Exteriores propôs uma resolução no Conselho de Segurança da ONU que tem como único objetivo condenar a ação do Hamas e dos palestinos. “O Brasil tá servindo como um peão no jogo do imperialismo norte-americano”, disparou Pimenta, classificando a atuação do governo brasileiro como um “papelão”.

O presidente do PCO chamou de “canalhice” a classificação da luta do Hamas como “terrorismo”. “O povo palestino está sofrendo um processo de genocídio”, afirmou Pimenta.

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.