Análise Política da Semana

Rui discutiu os interesses por trás da condenação de Bolsonaro

Nesse sábado (01), foi ao ar mais uma Análise Política da Semana com tema “Quem ganha com a condenação de Bolsonaro?”

Nesse sábado (01), foi ao ar mais uma Análise Política da Semana com tema “Quem ganha com a condenação de Bolsonaro?”. O programa apresentado por Rui Costa Pimenta, Presidente Nacional do Partido da Causa Operária, é transmitido através do YouTube na Causa Operária TV (COTV) todos os sábados às 13 horas. 

Nesta exposição, o presidente do PCO tratou da condenação do ex-presidente Jair Bolsonaro pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que aconteceu em virtude de uma reunião com a presença de embaixadores de diversos países sobre a vulnerabilidade das urnas eletrônicas e do processo eleitoral. Os crimes apontados são “ataque às instituições democráticas”, “abuso do poder econômico” e “utilização indevida dos meios de comunicação”. 

Pimenta explica que o julgamento já seria irregular por acontecer posteriormente ao processo eleitoral, uma vez que a função do TSE é justamente proteger o mesmo. Para o presidente do PCO, a criminalização de críticas ao funcionamento político significa que o país já se encontra sob um regime totalitário. Segundo Rui, o papel do Judiciário é verificar se uma determinada lei foi infringida e não realizar julgamento político, caracterizando um poder ditatorial.  

O presidente do PCO esclarece que a justificativa do ministro Alexandre de Moraes, sobre o julgamento não se tratar de uma novidade sob alegação de Bolsonaro ter sido advertido, não passa de arbitrariedade e que essa é a arma da minoria que manipula a situação. Esse seria o truque do vilão para passar uma legislação que finalmente se voltará contra os interesses populares como aconteceu com a “Lei da Ficha Limpa”. 

Apesar da euforia da esquerda, Pimenta argumenta que o único objetivo do Poder Judiciário é a exclusão definitiva de Bolsonaro da política para ressuscitar o “centro político”, ou seja, a direita golpista como PSDB. Rui aponta que esse fato foi atestado pela reação da imprensa burguesa que é inimiga das organizações populares.  

Ainda sobre a política nacional, o presidente do PCO denunciou o segundo ato que partidos da esquerda pequeno-burguesa, PSTU e PCB, estão organizando contra o “arcabouço fiscal de Lula”. Rui aclarou que a medida econômica não resolve o problema, mas se trata de uma forma de aumentar os gastos do governo congelados pelo “PEC do Teto”. Ao acusar o presidente Lula de cometer estelionato eleitoral, esses setores estariam assumindo uma posição golpista como fez o movimento “Não vai ter Copa”. Segundo Pimenta, a palavra de ordem encoberta é “Fora Lula”. 

Sobre a política internacional, foi destacado a participação do PCO como convidado na reunião do Foro de São Paulo em Brasília. Este encontro de partidos da América Latina se iniciou na década de 1990 e que tem como principais destaques o Partido dos Trabalhadores, o Partido Socialista Unificado da Venezuela e o Partido Comunista Cubano. A importância deste evento neste momento é a oposição ao imperialismo que se coloca para além do eixo regional. 

O programa tratou também o problema do grupo Wagner na Rússia, Pimenta esclareceu que Prigozhin ultrapassou os limites estabelecidos pelo governo Putin para as forças privadas dirigidas pelas oligarquias. Essa suposta insurgência foi contida prontamente e não representou risco algum para a burocracia ligada às Forças Armadas que controla o Estado. Dessa forma, o país não teria se enfraquecido diante da Guerra na Ucrânia como o imperialismo busca explorar.   

Outro tema debatido, foram as mobilizações na França que explodiram após a morte de um jovem menor de idade pela Polícia da França. O presidente do PCO explicou que isso é parte da situação de crise que vive o país relembrando que as manifestações se intensificaram com os “coletes amarelos”. Pimenta aponta que o imperialismo vem sofrendo diversas derrotas e que a radicalização é uma tendência que também se expressa em outros países do bloco imperialista. 

Assista à apresentação completa através do link abaixo. Não esqueça de curtir e compartilhar o vídeo. Se inscreva no canal e acompanhe toda programação. Torne-se membro para contribuir com essa imprensa independente e revolucionária.       

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.