Porta-voz dos EUA

PIG ignora e desinforma sobre os 20 anos da invasão ao Iraque

Os três maiores jornais brasileiros escolheram ignorar a data, escondendo, também, os crimes de guerra dos Estados Unidos no Iraque

Na última segunda-feira, 20 de março, a invasão americana contra o Iraque completou 20 anos. Sob a justificativa comprovadamente falsa de que Bagdá produzia armas de destruição em massa, o então presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, ordenou um ataque que causou a morte de milhões de iraquianos e que, até hoje, tem consequências ao país árabe.

Um evento como esse, que resultou antes mesmo da invasão, por meio de sanções e afins, na morte de meio milhão de crianças iraquianas, deveria ser grande destaque da imprensa brasileira. Entretanto, viu-se justamente o contrário: o Partido da Imprensa Golpista (PIG), seguindo os ditames da imprensa imperialista, escolheu ignorar a invasão do Iraque, publicando poucos artigos relembrando o acontecimento.

Em primeiro lugar, temos as capas dos três principais jornais brasileiros: a Folha de S. Paulo, o Globo e o Estadão. Nenhuma delas sequer menciona a data. Confira logo abaixo:

Quando a operação especial russa na Ucrânia completou um ano, no dia 24 de fevereiro deste ano, todos esses jornais colocaram a guerra ucraniana em posição central nas suas edições diárias. Veja:

Além disso, levantamento feito pelo Diário Causa Operária mostra que, do dia 19 ao dia 22 de março, a Folha de S. Paulo, o Globo e o Estadão publicaram cerca de, respectivamente, 14, 6 e 4 artigos sobre a invasão do Iraque. Entretanto, no mesmo período, noticiaram respectivamente 25, 16 e 17 matérias relacionadas à guerra na Ucrânia.

É interessante notar que, de todas as matérias publicadas sobre a invasão do Iraque, a maioria tenta, de alguma forma, trazer à tona a operação russa na Ucrânia, procurando criar um paralelo absurdo de que seriam duas ações iguais, ou mesmo de que a ação russa seria pior. Como se o banho de sangue promovido pelos Estados Unidos no Oriente Médio se comparasse à operação defensiva da Rússia, que combate as forças do imperialismo no território ucraniano em prol de sua própria soberania.

Ao mesmo tempo, as matérias que falam exclusivamente sobre o Iraque, sem dar muita atenção à guerra na Ucrânia, limitam-se a analisar o evento de maneira banal, puramente noticiosa e simplória. Com isso, esses artigos escondem completamente as atrocidades cometidas pelos Estados Unidos durante, antes e depois da invasão, como os bombardeios sem fim, as prisões com tortura e as sanções econômicas. Sem contar na fome, miséria e destruição causadas ao país.

Temos aqui mais uma situação na qual a imprensa burguesa brasileira mostra ser uma verdadeira sucursal da imprensa americana, servindo de assessoria de imprensa da Casa Branca e do Pentágono para espalhar a propaganda dos Estados Unidos contra o Iraque. Dessa maneira, justificam a invasão imperialista ao país árabe, silenciando-se completamente acerca dos crimes dos EUA durante a ocupação.

Outra prova disso pode ser vista na comparação entre as manchetes dos jornais citados anunciando a guerra no Iraque e anunciando a guerra na Ucrânia. Na primeira ocasião, o tom das manchetes mostra aprovação à invasão americana, quase que pressionando os Estados Unidos a irem além para cumprirem os seus objetivos. Tropas avançam sobre o Iraque e CIA falha e Saddam escapa dos bombardeios a Bagdá, diz O Globo nos dias 20 e 21 de março de 2003. Já a Folha destaca que EUA iniciam invasão por terra e ampliam bombardeio a Bagdá.

Por outro lado, a capa da Folha no primeiro dia da operação russa na Ucrânia dá o tom da política do jornal golpista em relação ao conflito: Putin ataca Ucrânia e deflagra maior ação na Europa após a Segunda Guerra.

Não é a Rússia, é Putin, o “homem malvado”. Não é uma operação, nem até uma “invasão”, mas sim, um “ataque”.

Com relação aos 20 anos de invasão americana ao Iraque, o PIG não trata como uma ação criminosa e injustificada dos EUA. Não fala sobre as consequências humanitárias, as torturas, assassinatos, destruição de patrimônio cultural e histórico, dos estupros e pilhagem da economia iraquiana pelo imperialismo norte-americano. A imprensa esconde completamente a verdade sobre a invasão do Iraque porque é comprada pelos Estados Unidos e se o povo brasileiro souber a verdade sobre os EUA perceberá que é preciso expulsar o imperialismo americano também do Brasil, porque também está devastando o nosso país e é um perigo para a nossa nação.

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.