Política externa do governo

PIG distorce realidade no G7 e atua a favor dos EUA contra Lula

Lula, esperto, desviou de Zelensky

Após o evento no Japão, Merval Pereira lascou veneno no teclado ao escrever que Lula ficou isolado no G7. O Estado de S. Paulo também tentou entrar na onda tarefeira imperialista, com a manchete O simbolismo de um chá de cadeira. Outra matéria do Globo dizia: Reunião do G7 trouxe revés para diplomacia lulista. Outros jornais seguiram a cartilha de falar mal de Lula e assim fizeram, distorcendo os fatos mais uma vez.

Mas a realidade é que o Brasil, apesar de não ser membro do G7, foi praticamente o centro das atenções no evento em Hiroshima. Lula teve grande destaque, as próprias fotos mostram isso. Mas o PIG (Partido da Imprensa Golpista) é capacho do imperialismo, só faz o que lhe é mandado e, nesse caso, o que lhe é mandado é atacar o Brasil e o governo Lula, que se coloca cada vez mais à esquerda.

O que aconteceu é que uma tal de reunião marcada entre Lula e Zelensky, presidente da Ucrânia, não ocorreu. Lula disse, na comitiva de imprensa para a TV Brasil, que a reunião estava marcada para 15h. Zelensky não apareceu e, enquanto esperava, conversou com o primeiro-ministro do Vietnã. Após o término da reunião, continuou esperando Zelensky, que não marcou presença, e assim a reunião Brasil-Ucrânia não foi realizada.

E isso foi ótimo para o Brasil. Lula mais uma vez conseguiu, ao evitar, de forma que parece que não foi intencional, de reunir com aquele que, em curto espaço de tempo, será considerado o tirano-mor.  E Lula deixou bem claro que está alinhado com a Rússia e com a China. Durante a comitiva de imprensa para a TV Brasil, Lula defendeu a paz na Ucrânia, que, na verdade é a política da China, da Rússia, da Índia e dos países atrasados em geral, que não pertencem ao imperialismo.

Em fevereiro deste ano, a China manifestou sua posição sobre a guerra da Ucrânia em um documento com 12 tópicos, onde reafirma o respeito à soberania e apresenta a neutralidade chinesa, e apoiando o início de negociações de paz. Na época, virou um dos assuntos mais comentados mundialmente. EUA e aliados da Ucrânia criticaram a posição da China, e a tensão aumentou, todos ficaram alerta com quaisquer movimento estranho, alguns até temeram o início de uma suposta Terceira Guerra Mundial, as bolsas de valores oscilaram. Mas agora, no fim do mês de maio, passados quase três meses, não mudou muita coisa. O imperialismo continua a tentar controlar Lula, Merval Pereira com seu texto quase infantil, continua a sua empreitada de bombardeiro propagandística da ideologia ianque e, convenhamos, quem acreditaria no seu ensaio filosófico extremamente enriquecido de adjetivos vagos.

A guerra nunca é boa para ninguém, menos para os países imperialistas e sua indústria bélica, que querem manter a guerra. Os países que pertencem ao imperialismo, encabeçada pelos EUA, são aqueles países desenvolvidos que querem colonizar o resto do mundo. E a imprensa brasileira, recebe dinheiro dos norte-americanos e tentam induzir o fluxo do País. Sigam os EUA, os países da Europa, do extremo oriente etc., que terão sucesso… se é para seguir o exemplo dos EUA, então vamos iniciar com o aumento de dívida externa que ultrapassa o próprio PIB…

Na suposta quase ocorrida reunião com um líder fantoche (Zelensky foi ator/comediante) do imperialismo que quer manter a guerra e atacar a Rússia e tem horror à paz, o assunto seria somente pedido de ajuda militar. A melhor coisa é fugir da roubada. Durante o encontro do G7, o presidente norte-americano Joe Biden prometeu centenas de milhões de dólares de ajuda militar à Ucrânia, durante reunião com Zelensky. O curioso é que o assunto de ajuda militar ocorreu na cidade de Hiroshima, primeira cidade da história em que foi devastada pelo bombardeiro atômico em 1945, durante a Segunda Guerra Mundial, exatamente pelos norte-americanos. Não podemos esquecer que a bomba foi lançada mesmo sabendo da quase rendição dos japoneses. Somente na cidade de Hiroshima cerca de 166 mil pessoas foram vitimadas, fora aquelas pessoas que sofreram efeitos colaterais ao decorrer do tempo.

Enquanto o congresso americano treme devido à dívida nacional, o líder alimenta a guerra com o dinheiro dos contribuintes norte-americanos.

.

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.