Astro popular

Os mais marcantes comerciais de Pelé

Nem só de futebol vive o homem: conheça as propagandas de que Pelé participou

Fora dos gramados, o Rei do Futebol não deixou de brilhar. Também no campo das propagandas, Pelé deixou sua marca, com comerciais importantes – alguns dotados de muito bom humor. É válido lembrar deste lado do maior futebolista da história como uma forma de homenageá-lo.

Uma das propagandas mais famosas de Pelé é a que ele fez para a marca Bom Bril. Junto de Carlos Moreno, à época, garoto propaganda da marca, o craque brasileiro anunciava o produto como sendo nota “10”, enquanto Moreno elogiava o santista. Ao assistir ao comercial, tinha-se a ideia de que o produto era igual em qualidade ao Rei.

Outra propaganda estrelada pelo camisa 10 foi o comercial do Atari, videogame que bombou no Brasil na década de 1980, em que aparecia jogando um jogo de futebol da plataforma, em uma época muito rudimentar da tecnologia.

No entanto, sem dúvidas, uma das mais famosas propagandas é a do Francisco Xavier Imóveis. Nele, Pelé fazia votos de sucesso para os espectadores, até que chega um presente para o futebolista. Ele abre, e o presente é a própria Xuxa, que, na época, era namorada do jogador. Ele encerra o comercial da imobiliária desejando que o público alcance seus sonhos, assim como Pelé alcançou o seu – que, para o ídolo brasileiro, seria namorar a Xuxa.

Outro anúncio marcante do qual Edson Arantes do Nascimento participou foi a campanha do Ministério da Educação. A campanha que contou com Pelé defendia o aumento da alfabetização para as crianças, e o craque cantava a música “ABC”.

“ABC, ABC, toda criança tem que ler e escrever (2x). O Brasil, em ação, aprendeu uma lição: que criança sem escola não levanta uma nação. Que bom vai ser o nosso Brasil quando todo mundo souber ler e escrever (2x)”, dizia a letra cantada por Pelé, com várias crianças ao fundo.

Mas nem só aos comerciais brasileiros se restringiu a popularidade de Pelé. Ele também apresentou uma propaganda da Pepsi nos Estados Unidos; na peça, o astro brasileiro fazia diversas embaixadinhas e cabeceava a bola, cercado de crianças. Sem nenhuma fala no anúncio, Edson Arantes pegava uma garrafa de vidro de Pepsi e a bebia.

Por fim, vale citar a propaganda que ele fez para a Nokia. Nela, Pelé sonhava que conversou por videoconferência com um amigo em um celular da marca – na época, as conversas por vídeo eram quase uma utopia. Na conversa, previa-se que o astro brasileiro seria premiado internacionalmente. Após acordar do sonho, o jogador liga, através de um aparelho telefônico, e informa que está em Bauru, rumo a Santos. Tal propaganda é uma das mais famosas de Pelé e, inclusive, explora a relação entre passado e futuro.

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.