Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Caso Léo Lins

O crime de contar piadas

Ao se tornar réu, comediante teve seu canal no YouTube suspenso e R$300 mil bloqueados

Na última terça-feira (5), o comediante Léo Lins se tornou réu em um dos processos judiciais mais grotescos dos últimos anos. O rapaz teve seu canal no YouTube imediatamente derrubado, bem como R$300 mil suspensos, simplesmente por ter contado piadas consideradas com “conteúdo discriminatório”.

Não há lei alguma no Brasil que preveja que contar uma piada seja um crime. Muito pelo contrário: no artigo V da Constituição, consta claramente que é “livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença”. O caso Léo Lins infringe duplamente o artigo. Primeiro, porque o que o comediante sofreu é censura: o conteúdo de seus shows não estão mais disponíveis por causa da mera apreciação da Justiça de São Paulo. Segundo, porque Léo Lins está proibido, previamente, de contar piadas com “conteúdo discriminatório”, o que implica, portanto, que, no Brasil, agora existe censura prévia. Isto é, que, para falar, é necessária uma licença, uma autorização.

O caso de Léo Lins é um retrato da situação extremamente perigosa em que se encontra o regime político brasileiro. Não há como dizer de outro modo: vivemos em uma ditadura. Há eleições, embora profundamente desiguais e manipuladas. Não há uma Lei que autorize expressamente a censura. No entanto, o que vigora no País é a vontade dos juízes. Eles são a Lei, por mais bizarra que sua vontade seja.

Independentemente das boas intenções de quem quer acabar com a discriminação às “minorias”, não é possível compactuar minimamente com essa postura do Judiciário. Até porque a ditadura já revelou que não age somente contra a direita, mas também – e principalmente – contra a esquerda e os trabalhadores. Este Diário, por exemplo, acaba de ser multado em quase R$100 mil por criticar o ex-governador João Doria (PSDB).

A tentativa de sufocar completamente o debate político no Brasil, disfarçado de um combate às “discriminações”, deve ser respondida com uma barulhenta campanha pelos direitos democráticos. É preciso pôr abaixo todo crime de opinião!

Gostou do artigo? Faça uma doação!


Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.