Medvedev

O controle de Soros na Comissão Europeia de Direitos Humanos

Ex-presidente russo, Medvedev relembrou recentes revelações escandalosas sobre a CEDH

O bilionário húngaro George Soros influenciou muitos juízes da Corte Europeia de Direitos Humanos (CEDH), afirmou o ex-presidente russo Dmitry Medvedev na sexta-feira.

Ele estava se referindo a um relatório de 2020 que revelou que 22 dos 100 juízes da CEDH que atuaram entre 2009 e 2019 tinham “fortes laços” com Soros, seja por meio de sua Open Society Foundation ou de ONGs intermediárias que receberam financiamento da organização.

Medvedev, que trabalhou como advogado antes de entrar para a política, falou no Fórum Jurídico Internacional de São Petersburgo sobre os problemas do judiciário moderno.

“Por muitos anos, esses juízes literalmente comeram na mão dele e, do outro lado do oceano, carimbaram veredictos tendenciosos – que, aliás, não foram revisados ​​mesmo depois desses escândalos de corrupção”, disse Medvedev .

A Rússia retirou-se de todos os tratados que a forçavam a aceitar a jurisdição da CEDH em setembro de 2022, e uma lei declarando todos os veredictos do tribunal nulos e sem efeito em seu território entrou em vigor em março.

Apesar de toda a conversa sobre liberdade e competição, disse Medvedev, o Ocidente faz o que quer enquanto impõe proibições discriminatórias aos outros. O direito econômico internacional tornou-se “pura ficção”, como evidenciado pelas “medidas predatórias sem lei” contra o estado russo, propriedade corporativa e privada, e até mesmo o confisco de contas diplomáticas.

Medvedev também se dirigiu ao Tribunal Penal Internacional, que em março acusou o presidente russo, Vladimir Putin, de “crimes de guerra” por evacuar crianças ameaçadas por bombardeios ucranianos. Ele chamou o mandado do TPI para a prisão de Putin de “casus belli”, um motivo para a guerra contra qualquer país que tente executá-lo.

Ele também descreveu o TPI como uma “ferramenta política de belicistas” e um “herdeiro digno” do ICTY, o tribunal ad hoc de crimes de guerra para a ex-Iugoslávia, que ele chamou de “forma feia de justiça que trouxe nada além de desastre”. e o desacreditado direito internacional.

“Não há razão para obedecer às decisões de estruturas legais que se desacreditaram completamente ou sobreviveram”, argumentou Medvedev. “Se as instituições judiciárias não funcionarem, serão substituídas por outras que funcionem.”

Se as convenções internacionais não forem aplicadas e as decisões judiciais reconhecidas pelos países não forem implementadas, a artilharia de tubos e foguetes tomará seu lugar. E até mísseis hipersônicos.

A paciência da Rússia não é infinita e todo compromisso tem um limite após o qual se torna uma ameaça à segurança e à soberania, acrescentou.

Fonte: RT

* Os artigos aqui reproduzidos não expressam necessariamente a opinião deste Diário

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.