Antônio Carlos Silva

Professor de Matemática. Fundador do PCO, integra a sua Executiva Nacional. Atuou na fundação do Coletivo de Negros João Cândido. Liderou a criação e coordenação dos Comitês de Luta contra o golpe e pela liberdade de Lula. Secretário Sindical Nacional do PCO, coordena a Corrente Sindical Nacional Causa Operária, da CUT.

Condenação de Bolsonaro

Nada a comemorar!

É preciso aprender da experiência ou vamos pagar caro por isso e ver a direita usar a condenação de Bolsonaro para atacar Lula, a esquerda e todo o povo trabalhador

Bolsonaro e Alexandre de Moraes

O julgamento do ex-presidente Jair Bolsonaro aprofundou a confusão política da maioria da esquerda burguesa e pequeno burguesa. Muitos saíram a comemorar a condenação do capitão golpista.

Essa esquerda acredita que é correto utilizar o reacionário poder judiciário para o “acerto de contas” com seus inimigos políticos. E até que isso abriria caminho para facilitar as coisas para os trabalhadores e suas organizações de luta.

Nada poderia ser mais ilusorio.

Assim como muitos outros ex-presidentes, Bolsonaro poderia ser julgado por seus crimes contra o Brasil, como por exemplo ter colaborado com a morte de centenas de milhares de pessoas na pandemia ou por ajudado a entregar a riqueza do País, como no caso do petróleo e das refinarias brasileiras, enquanto o povo morria de fome. Mas não é por isso que está sendo julgado. 

Segundo o julgamento, seu crime seria ele ter se reunido com embaixadores e dito que as urnas brasileiras são fáceis de serem fraudadas. Ou seja, por ter manifestado uma opinião diversa da dos que comandam as instituições do regime golpista estabelecido no País, do qual ele faz parte.

Segundo o voto do presidente do Tribunal Superior Eleitoral, o ministro Alexandre de Moraes, ex-PSDB, nomeado para o STF pelo golpista Michel Temer, tornar Jair Bolsonaro (PL) inelegível até 2030 foi resposta do TSE ao “degradante populismo renascido a partir das chamas dos discursos de ódio“. Ou seja, trata-se de um decisão política que nada tem a ver com um crime real, estabelecido em Lei, devidamente previsto em Lei e tipificado no Código penal como tal. Uma aberração!

A esquerda não deveria apoiar esse tipo de precedente, já que se trata de uma condenação política, por um crime de opinião, e que muito em breve poderá se voltar contra a esquerda e contra o próprio Lula.

A extrema-direita vai, por certo, tentar usar o caso para retratar Bolsonaro como um perseguido político, e – com o apoio da venal imprensa capitalista – buscar fazer com que o ônus de ser o perseguidor recaia sobre Lula e o PT, e não sobre o Judiciário (dominado pela direita tradicional), o que pode ter um efeito negativo aos olhos da população, que viu esse mesmo Judiciário deixar Lula na cadeia por 580 dias, de forma ilegal e criminosa, dentre outras violaçõe dos direitos democráticos da população e da própria Constituição.

A burguesia golpista pode estar condenando-o agora, mas, diante de uma crise política, pode chamar Bolsonaro e seus apoiadores de volta para atuar contra a esquerda e o povo brasileiro.

Essa perseguição contribui mais para fortalecer o bolsonarismo do que enfraquecê-lo; pode e deve servir de base para uma campanha da direita bolsonarista que até já prepara um Projeto de Lei pela anistia a Bolsonaro e faz campanha de que o TSE está a “serviço de Lula”.

Por trás disso tudo está o interesse da burguesia golpista de  ressuscitar o chamado “centro” político, que perdeu todo o apoio e quer combater a polarização. Querem primeiro afastar Bolsonaro, para intensificar os ataques ao governo Lula e à esquerda.

A situação visa também;em fortalecer o mais antidemocrático dos poderes da República, o Judiciário, que teve e tem papel fundamental na violação dos direitos do povo trabalhador e nos ataques à esquerda.

Nós do PCO, somos um partido de princípios, coisa – infelizmente rara hoje nos dias de hoje.

Dentre muitos exemplos, defendemos (como era nosso dever revolucionário) o companheiro Zé Dirceu dos ataques da direita no chamado “mensalão” (mesmo sendo ele quem, enquanto secretário-geral do PT, no final de década de 80, liderou a expulsão de nossa corrente do PT), quando nem o PT queria defendê-lo. Defendemos a companheira Dilma Rousseff contra o golpe da direita, quando não votamos nela (porque um autêntico partido de esquerda não pode defender apenas seus aliados e aqueles com quem concorda); impulsionamos a campanha pela liberdade do companheiro Lula e defendemos sua candidatura, quando boa parte da esquerda o abandonou e só voltou a “apoiá-lo” quando isso rendia dividendos eleitorais (era o Lula que de fato os apoiava). A lista é imensa e tem muitos casos internacionais e fora da esquerda: por exemplo contra o. imperialismo norte-americano, estivemos lado do povo do Iraque e, de certa forma, com Saddam Russein; hoje, estamos do lado da Rússia e de Putin, contra os ataques dos EUA e seus capachos do governo ucranianos, incluindo nazistas.

Queremos que Bolsonaro e toda direita (incluindo Alckmin, Kassab e outros “infiltrados” no governo Lula) paguem pelos seus verdadeiros crimes (como as mortes, fome, entrega do País etc.) e não que usem o Bolsonaro para cassar a liberdade de expressão, por “crime de opinião”, o que – com certeza – vai ser usado contra a esquerda, contra Lula e a luta dos trabalhadore.

É preciso lembrar que boa parte da esquerda apoiou a Lava Jato e outras medidas “contra a corrupção”. Deu no que deu. É preciso aprender da experiência ou vamos pagar caro por isso

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.