8 de janeiro

MPF dá mais um sinal de que nenhuma autoridade será punida

Ao perseguir pessoas comuns e passar longe do Alto Comando das Forças Armadas, STF mostra que a história de combate ao fascismo não é nada além de uma farsa

Mais uma votação foi concluída pelo Supremo Tribunal Federal no âmbito do julgamento referente aos atos do dia 8 de janeiro. E, novamente, a Suprema Corte formou maioria para tornar réus no processo mais centenas de pessoas irrelevantes. Por 8 votos a 2, o colegiado decidiu adicionar mais 250 réus ao processo, somando um total de 550.

E quem são essas pessoas? Ninguém de fundamental importância para o regime político brasileiro. Nenhum membro do Alto Comando das Forças Armadas. Nenhum oficial de relevância. Nenhum membro da alta burocracia estatal do aparato de repressão (Policia Federal, Polícias Civis, Polícias Militares etc.). Ninguém.

Paralelamente, o Ministério Público Federal (MPF) não encontrou indícios de improbidade administrativa do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, e de seu ex-secretário de segurança pública, Anderson Torres, no que diz respeito aos eventos do dia 8 de janeiro.

Conforme o MPF, não se pode dizer que eles tiveram intenção de auxiliar ou participar dos atos. Esse mesmo entendimento foi aplicado a membros da alta burocracia do aparato de repressão do GDF, quais sejam:

  • Fernando de Souza Oliveira, ex-secretário-executivo de Segurança.
  • Coronel Fábio Augusto, ex-comandante da PM-DF.
  • Klepter Rosa Gonçalves, comandante da PM-DF.
  • Jorge Eduardo Naime, ex-chefe de operações da PM-DF

Conforme devidamente analisado por esse Diário, os eventos do 8 de janeiro não foram uma tentativa imediata de golpe de Estado, mas uma operação política arquitetada pelo Alto Comando das Forças Armadas para desmoralizar e enfraquecer politicamente o governo, como parte da estratégia de aproximações sucessivas. A conivência explícita das forças armadas com os manifestantes que ficaram meses acampados em frente aos quartéis era indício claro de sua atividade conspirativa.

Apesar disto, a Suprema Corte e a PF só estão correndo atrás de peixe pequeno, nas investigações e processos judiciais referentes ao ocorrido em 8 de janeiro. Isto demonstra a farsa da Suprema Corte e seu combate à extrema-direita.

Por muito tempo a esquerda pequeno burguesa fez propaganda do STF e de Alexandre de Moraes como sendo a última barreira contra o avanço do fascismo. Agora, quando surge a oportunidade legal e jurídica de responsabilizar criminalmente os principais fascistas do país (o Alto Comando das Forças Armadas), eles lavam as mãos e perseguem pessoas comuns.

Isto demonstra não apenas a farsa que é o STF, mas também o seu conluio com as forças armadas.

Ademais disto, deixa às claras a fragilidade do governo Lula perante essa crise política. Por meio das instituições, o governo não tem absolutamente nenhuma base para “levar à justiça” os militares e quaisquer tentativas golpistas e conspirativas que possam ser realizadas contra seu governo e contra o povo brasileiro.

Portanto, já passou da hora de o governo e da totalidade da esquerda parar de depositar suas esperanças nas instituições do Estado burguês, para que elas combatam o avanço da extrema direita. O Estado burguês jamais irá combater o avanço do fascismo.

O que o governo Lula deve fazer é se apoiar nas massas, em especial na classe trabalhadora. Apenas uma mobilização de massas dos trabalhadores da cidade e do campo, guiando o restante do povo brasileiro, poderá barrar qualquer tentativa golpista contra o governo.

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.