Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Movimentos populares

Ministro de Relações Institucionais realiza reunião com MNLM

O Ministro da Secretaria Especial de Relações Institucionais, Alexandre Padilha, se reuniu com integrantes da Direção Nacional do MNLM no Palácio do Planalto no dia 23 deste mês


O Ministro da Secretaria Especial de Relações Institucionais, Alexandre Padilha, se reuniu com integrantes da Direção Nacional do MNLM no Palácio do Planalto no dia 23 de janeiro de 2023 para realizar uma reunião com o intuito de escutar as reivindicações do movimento e dos trabalhadores sem-teto.

Na reunião os dirigentes do MNLM destacaram o repúdio de nossa organização juntamente com as demais organizações populares urbanas com relação a nomeação do bolsonarista Hailton Madureira de Almeida para a Secretaria de Habitação do Ministério das Cidades. Foi abordado que com a alocação de Hailton na secretaria, o governo estaria causando uma indisposição desnecessária com a base política que o ajudou a chegar ao Palácio do Planalto e que foi responsável pela criação do próprio ministério.

A situação já se encontra de certa maneira desconfortável, tendo em vista que o ministério ficou com um político burguês e não com o campo da esquerda. Porém existe a compreensão de que se trata de um governo de frente ampla e que determinadas concessões serão feitas. Mas o que não se pode aceitar é que existam sabotadores do programa do governo e dos interesses populares em postos estratégicos para o avanço da luta dos trabalhadores.

Foi solicitado ao ministro que articule uma reunião do Movimento Popular Urbano com o Presidente Lula e o Ministro das Cidades, Jader Filho, para debater questões relacionadas ao direito à cidade e específicas do Programa “Minha Casa, Minha Vida”.

Na ocasião denunciamos as arbitrárias ações de Rodrigo de Souza Wermelinger, Vice-Presidente Interino de Habitação da Caixa Econômica Federal, que vem perseguindo as cooperativas habitacionais, retirando-as de projetos habitacionais e colocando construtoras, em uma ação para desestabilizar as organizações populares.

O ministro se comprometeu em mediar para que essas reivindicações se concretizem, se colocou à disposição para contribuir no avanço de nossas pautas junto ao parlamento e também com relação ao fortalecimento do conjunto das organizações populares. Já o MNLM destacou que se encontra de prontidão para defender o governo nas ruas, contra os fascistas e os sabotadores que tentam se disfarçar de democratas, mas que querem penetrar na estrutura de governo para frear as medidas necessárias para a reconstrução do país e a retomada da soberania nacional.

Fonte: Tribuna do Movimento

* Os artigos aqui reproduzidos não expressam necessariamente a opinião deste Diário

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.