Mais ataques do BB

Manifestações apontam o caminho de luta dos caixas do BB

As direções sindicais, atendendo a demanda desse setor do banco que, nesse último dia 21 foi realizado atos nas portas das agências bancários do Banco do Brasil em todo o País.

No último dia 21 de junho, ocorreram no País inteiro manifestações, organizadas pelas direções sindicais, contra a política direitista da direção do Banco do Brasil que insiste na política de perseguição e na tentativa de eliminar a função de Caixa Executivo, extremamente importante para a população brasileira.

Como já denunciado por este Diário por diversas vezes, a direção do BB vem sistematicamente editando normas e submetendo os trabalhadores que exercem a função de Caixa Executivo a uma política de terror. Criminalização se houver a menor diferença no seu numerário, rotatividade nos locais de trabalho (hoje o caixa pode estar trabalhando em uma localidade e amanhã dependendo da “necessidade” no serviço pode ser realocado para outro lado da cidade), horas extras trabalhadas e não pagas, substituição sem a devida remuneração, assédio moral para venda de produtos, são algumas dos ataques que esses funcionários estão submetidos todos os dias úteis da semana.

E foi nesse sentido que as direções sindicais, atendendo a demanda desse setor do banco, realizaram, nesse último dia 21, atos nas portas das agências bancários do Banco do Brasil em todo o País.

Para o diretor do Sindicato dos Bancários de Brasília, Rafael Guimarães, “Função de banco é fomentar desenvolvimento e não dá para fazer isso fechando agência e desrespeitando trabalhador. Os caixas estão lutando por atendimento humanizado porque o cliente, parte importante disso e quem sustenta esse banco, merece um atendimento adequado. Os caixas, por sua vez, merecem ser respeitados. Há denúncia de desvio de função, metas abusivas, pagamentos feitos de forma insegura”. (Site Fetec-cut/cn 21/06/2021)

“Todos os serviços que eram feitos por analistas, como pagamento de alvarás, por exemplo, antes realizado pelo Cenop, hoje são obrigação do Gemod e caixas, num processo carregado de riscos por conta das muitas tarefas do dia a dia impostas pela necessidade de cumprimento de metas. Os valores dos alvarás são astronômicos, e os próprios trabalhadores acabam pagando por algum erro”, complementa Wadson Boaventura diretor da Fetec-CUT/CN.

As manifestações que aconteceram nesse dia 21 deve ser mais uma alavanca no sentido de organizar uma ampla mobilização de toda a categoria – os problemas dos funcionários do BB são os mesmo nos demais bancos – para barrar a ofensiva reacionária dos banqueiros e sua política de obter lucro a qualquer custo.

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.