Assim como o imperialismo

Jones Manoel não quer petróleo na Amazônia

Youtuber do PCB defende IBAMA autônomo em pleno debate sobre a autorização de exploração de petróleo na Foz do Amazonas

É quase uma regra na política que o esquerdista pequeno-burguês de aparência mais radical é o primeiro a repetir uma campanha reacionária do imperialismo. O momento é o da campanha contra a exploração do petróleo no Brasil.

Como o imperialismo não quer que o Brasil explore petróleo, há uma pressão para que o governo Lula não autorize a exploração na Foz do Amazonas, na costa do Amapá. A imprensa golpista, a serviço do imperialismo, impulsiona a campanha, e o instrumento político desta é o IBAMA e o Ministério do Meio-Ambiente controlado por Marina Silva.

Bastou isso para que os esquerdistas de classe média se posicionassem a “favor do meio-ambiente”. O Youtuber do PCB, Jones Manoel, aproveitou para tirar uma casquinha de Lula, comentando um tuíte do presidente:

“Presidente Lula, o senhor está preocupado mesmo com os 28 milhões de pessoas da Amazônia? A Refinaria Isaac Sabbá (Reman) é a mais importante do Norte do País. Foi privatizada pelo Governo Bolsonaro. A região tem a gasolina e gás de cozinha mais cara do Brasil. Bora reestatizar?”

O comentário de Lula é bem típico dele. O presidente é a favor da exploração do petróleo, mas sua política conciliadora o impede de falar abertamente o que pensa. Mas para bom entendedor, o que Lula está dizendo é que os 28 milhões de pessoas que moram na Amazônia devem ter o direito de explorar as riquezas da região. Isso significa desenvolvimento não só para a região, mas para todo o País.

Jones Manoel tem medo de falar o que pensa. Ele não quer aparecer com grande inimigo da exploração do petróleo, já que é algo que vai contra décadas de tradição da esquerda. Então ele ataca Lula lateralmente, ao invés de entrar no assunto. Se a tal refinaria foi privatizada por Bolsonaro, ótimo lutar pela sua reestatização, mas isso não tem nada a ver com o debate concreto sobre a questão em voga sobre a exploração de petróleo no Foz do Amazonas.

É uma maneira canalha de discutir. Não coloca o problema abertamente e ataca Lula por não ter feito uma coisa cujo debate sequer foi colocado. A verdade é que Jones Manoel, como sempre, não tem a menor ideia do que fala, mas uma coisa que Jones Manoel sabe fazer com certa rapidez é atacar Lula, seja lá quais forem os motivos. É a programação da esquerda golpista desde 2016.

Um dia depois do comentário, Jones Manoel voltou ao Twitter e acabou revelando melhor sua posição dobre o caso:

“IBAMA. O órgão passou 6 anos seguidos sendo atacado pelo Governo Temer e Bolsonaro. O esperado no Governo Lula seria autonomia funcional, reposição orçamentária, defesa do órgão etc. Mas falta combinar com algumas figuras do governo. Vocês estão dando munição para a direita.”

Para explicar a posição absurda de Jones Manoel, vamos do geral ao particular. Nesse momento exato, defender uma maior autonomia do IBAMA significa na prática dizer que a política que está sendo defendida pelo imperialismo e toda a imprensa golpista, ou seja, de não exploração do petróleo, está correta. A posição de Jones Manoel é assim: “Lula, deixa o IBAMA vetar o projeto”. Mais um pouco e o lema de Jones Manoel se transforma em “o petróleo não tem que ser nosso”.

Passemos, agora, ao problema geral: “o IBAMA deve ter mais autonomia”, ou “autonomia funcional”, como diz o enrolador Jones Manoel. Isso significa que o órgão ligado ao governo deveria poder agir contra o governo. O governo é eleito, mas ele deveria colocar no IBAMA uma pessoa que fosse contra a sua política, essa é a lógica. Com essa mesma lógica devemos defender que o Banco Central continue independente.

Com esses comentários de Jones Manoel fica claro que a esquerda pequeno-burguesa perdeu totalmente a noção do que está falando. A pressão das políticas imperialistas desorientou essa esquerda, que tudo o que faz é repetir a campanha que vem de fora contra o povo brasileiro.

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.