Pretexto para o golpismo

Jones Manoel acusa Lula de estelionato

O membro do PCB ataca o governo Lula mais uma vez, acusando-o, agora, de neoliberal

O youtuber do PCB, Jones Manoel, publicou um vídeo nessa sexta-feira (30/6) chamado “Keynesianismo na oposição. Liberalismo no Governo”. O vídeo é uma acusação contra o governo do PT.

Segundo o Jones Manoel “O estelionato eleitoral é quase uma instituição brasileira”. Até aí, poderíamos concordar com a constatação. Se “estelionato eleitoral” for enganar o eleitor, fazendo-o comprar gato por lebre, nas eleições burguesas, nunca vamos encontrar um candidato sincero. Mas Jones Manoel não está falando da eleição em geral, como ele mesmo explica, sua acusação é especificamente contra o PT.

“O PT é, na oposição, agarrado com Celso Furtado, com Keynes, com Maria da Conceição Tavares, com o pensamento Cepalino, com o desenvolvimentismo latino-americano. Quando chega no governo abandona tudo isso.” E ainda conclui dizendo que um economista que recebe cargo no governo, abandona rapidamente suas ideias.

Por que Jones Manoel diz isso? Basicamente porque ele considera o Arcabouço Fiscal apresentado pelo governo como uma política neoliberal. Ou seja, na economia, o governo Lula seria igual ao governo Temer e a Bolsonaro, ou quase igual.

Jones Manoel está apenas repetindo uma calúnia que os setores da esquerda pequeno-burguesa vêm fazendo contra o governo. Logicamente que o Arcabouço Fiscal não é – nem poderia ser, já que o governo não é revolucionário – uma política econômica socialista. Mas a crítica desses setores não é essa. A crítica é a de que a proposta seria neoliberal e, portanto, um ataque contra o povo. E eis, aqui, a calúnia.

Com todos e vários defeitos, a proposta de Arcabouço Fiscal não é um ataque. Ele é uma tentativa muito tímida de amenizar o impacto devastador do teto de gastos, esse sim um ataque contra o povo. Dizer que o governo Lula é neoliberal também é outra maluquice, significa dizer que Temer, por exemplo, que Paulo Guedes é a mesma coisa que a equipe de Haddad. Com essa ideia, fica até difícil de compreender porque a burguesia derrubou Dilma para colocar Temer se Dilma e os governos do PT são igualmente neoliberais.

Todo esse lero-lero não passa de pretextos para justificar uma política golpista contra o governo Lula. Se Lula é neoliberal, qual seria o problema de chamar a sua derrubada? Se Lula é um estelionatário, não há problemas em pedir o fim do governo.

Não por acaso é a mesma política que essa mesma esquerda levava no golpe de 2016. O PSTU, a maior parte do PSOL, o PCB repetiam que o PT havia cometido estelionato eleitoral para justificar a política golpista.

Era uma conversa mole que apenas repetia o que a imprensa golpista falava.

Jones Manoel diz que o “estelionato eleitoral” é quase uma instituição no Brasil. Poderíamos dizer, no mundo. Mas, segundo e esquerda golpista, isso só serve para justificar a queda de um governo se for do PT.

Jones Manoel e seus amigos estão preparando um capítulo 2 dessa mesma novela vergonhosa. Uma novela em que eles fazem o papel daqueles figurantes que saem na rua enquanto os protagonistas, a direita e o imperialismo, articulam um golpe de Estado.

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.