170 crianças, 33 mulheres

Israel sequestra 80 palestinos na Cisjordânia, já são 5mil reféns

Todos os presos palestinos em prisões israelenses são reféns da ocupação nazista que iniciou em 1948, com a criação do Estado sionista de “Israel”

O próprio exército de “Israel” afirma ter sequestrado 80 palestinos na Cisjordânia ocupada desde o início do confronto na Faixa de Gaza no dia 07 de outubro. Desses, ele afirma que 63 são membros do Movimento de Resistência Islâmica, Hamas. A casa de um dos sequestrados foi destruída em Kfar Qibia, perto de Ramalá, informou o exército, acrescentando que “muitos palestinos procuradas” do campo de refugiados Nur Shams também foram sequestrados. O campo, localizado na cidade de Tulcarém, no norte da Cisjordânia ocupada, tem sido frequentemente alvo de incursões israelenses, hoje 9 palestinos foram assassinados lá. 

Existem 19 prisões dentro de Israel e uma na Cisjordânia ocupada que abrigam prisioneiros palestinos. São um total de 5.200 palestinos reféns, dentre estes, 33 mulheres e 170 crianças. Segundo a Quarta Convenção de Genebra, isso fere a lei internacional que uma potência ocupante transfira uma população ocupada do território ocupado. Na prática, essas 5 mil pessoas são reféns do Estado nazista de “Israel”, são todos presos políticos de uma força de ocupação estrangeira.

Outra estatística absurda é que um em cada cinco palestinos foi preso e acusado sob as 1.600 ordens militares que controlam todos os aspectos da vida dos palestinos que vivem sob a ocupação militar israelense. Essa taxa de encarceramento dobra para os homens palestinos – dois em cada cinco foram presos. Só há um nome para isso: nazismo.

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.