Khan Younis

Hamas amplia emboscadas contra tropas da ocupação sionista

Combatentes eliminaram dezenas de soldados sionistas em operações de sucesso nos últimos dias

No terceiro dia de confrontos na Faixa de Gaza desde o fim da trégua, a ocupação sionista está tentando expandir sua invasão na Faixa de Gaza, tentando avançar ao norte de Khan Younis.

A cidade, localizada na parte sul da Faixa de Gaza, testemunhou um aumento nos bombardeios por parte das unidades de artilharia e aviões de guerra da ocupação israelense. No entanto, a resistência armada manteve firmemente sua posição, emboscando e alvejando as forças de ocupação israelenses.

As Brigadas Al-Qassam, o braço armado do Hamas, anunciaram que seus combatentes detonaram um campo minado montado ao norte de Khan Younis, enquanto as forças de ocupação avançavam por ele.

As forças da resistência afirmaram que o ataque visava uma tropa de infantaria composta por oito soldados, todos eliminados após os combatentes da Al-Qassam os atingirem à queima-roupa.

No norte da Faixa de Gaza, as Brigadas Al-Qassam anunciaram que haviam montado uma armadilha em um túnel em Hay al-Sheikh Radwan, localizado entre Jabalia e al-Shati, na Cidade de Gaza. A Resistência detonou os explosivos, causando baixas entre uma força de infantaria israelense que tentava entrar no túnel.

As forças de ocupação israelenses enviaram então outra tropa para resgatar seus soldados feridos na emboscada. As Brigadas afirmaram que seus combatentes atiraram contra a força enviada com morteiros.

Estas emboscadas bem executadas ocorrem depois de as Brigadas terem anunciado o seu ataque mais significativo às forças de ocupação israelenses na manhã de domingo.

Lutadores da Al-Qassam brincam com as forças de ocupação

Em Juhr al-Dik, localizado ao sul da Cidade de Gaza, lutadores da Al-Qassam monitoraram 60 soldados de ocupação que haviam montado acampamento na área. Segundo as Brigadas, os lutadores da resistência haviam plantado três dispositivos explosivos, cercando o acampamento.

Às 04h30 de domingo, a Resistência detonou os explosivos, causando baixas entre as forças inimigas. Um combatente então avançou até o ponto do ataque e abriu fogo contra os soldados israelenses, confirmando que uma grande parte da força foi morta.

As Brigadas também anunciaram que seus combatentes então recuaram em segurança para suas posições defensivas.

Vale ressaltar que os militantes da resistência de diferentes grupos palestinos estão envolvidos em confrontos intensos contra as forças de ocupação sionistas em várias frentes por toda a Faixa de Gaza. Ao mesmo tempo, unidades de morteiros e foguetes estão operando durante toda a hora para mirar posições militares israelenses e cidades e assentamentos de ocupação na Palestina ocupada.

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.