Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Análise Internacional

“Há um processo gradual de decomposição do regime ucraniano”

Programa foi exibido na tarde de ontem (21) e contou com a participação do Comandante Robinson Farinazzo e de Rui Costa Pimenta

“A ofensiva ucraniana já morreu!”, disparou o Comandante Robinson Farinazzo ao ser perguntado sobre um editorial do jornal alemão Bild que especula sobre o destino da iniciativa do exército sob ordens de Vladimir Zelensky. O comentário do comandante se deu ao longo do programa Análise Internacional, que vai ao ar todas as segundas-feiras, às 12h, nos canais Diário Causa Operária e Arte da Guerra.

“Onze em cada dez analistas concordam que a ofensiva já morreu. Se você olhar no mapa o que a Ucrânia conquistou… fica claro que já morreu”. Isso não significa, no entanto, que a guerra tenha acabado. Segundo o comandante, o fato de que o governo holandês e o governo da Dinamarca tenham decidido enviar aeronaves em apoio ao regime de Kiev mostra que a Europa “está disposta a continuar essa guerra”.

A grande questão, contudo, é: diante do fracasso da ofensiva ucraniana, quais serão os próximos passos da Rússia? Para Robinson Farinazzo, essa é a “pergunta de um bilhão de dólares”. O Comandante alertou que é preciso levar em consideração quais são os objetivos políticos do governo russo para avaliar quais seriam os próximos passos, o que tem permanecido obscuro. “Eles não estão preocupados com ganho de territórios”, polemizou Robinson com os que apontam a lentidão da marcha russa como símbolo de fracasso. “Eles estão preocupados com os objetivos políticos”.

Em sua fala, o presidente do PCO, Rui Costa Pimenta, o outro participante do programa Análise Internacional, concordou que os planos russos eram difíceis de serem previstos. No entanto, afirmou que a falência da ofensiva já é suficiente para afirmar que “estamos assistindo a um processo gradual de decomposição do regime político ucraniano”. E essa decomposição só não é maior, segundo Pimenta, porque “o apoio do imperialismo é grande”.

Mesmo com esse apoio, a própria imprensa imperialista não consegue esconder que a situação é crítica. Há muitas denúncias de corrupção das autoridades, do recrutamento forçado e da ineficiência do armamento que estão usando. “Eu vi uma pesquisa que falava que mais de 70% dos alemães querem outro chanceler, no lugar de Olaf Scholz. O que está por trás disso? É a questão da Ucrânia. A situação europeia é uma situação muito ruim. Inclusive a Europa está abrindo o bico junto com a Ucrânia”.

Para ficar por dentro de todos os detalhes do que foi dito no último episódio da Análise Internacional, assista diretamente no canal do Diário Causa Operária:

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.