Greve!!!

Greve de enfermeiros nos EUA mostra crise no regime

Os enfermeiros norte americanos começaram uma greve na segunda dia nove de janeiro por aumento salarial e plano de carreira

O imperialismo vive uma crise sem precedentes, um exemplo é as greves que tem surgido  nos Estados Unidos, mostra que o movimento operário que estava adormecido tem mostrado sinais de movimentação. No final do ano foram os professores e agora os enfermeiros.

Um exemplo é a paralisação dos 7 mil enfermeiros de  dois grandes hospitais da cidade de Nova York começou às 6h da segunda-feira (9-1). Na noite anterior foi feito tentativas de negociação, porém não tiveram êxito. Os hospitais disseram em declarações separadas na segunda-feira que ofereceram um aumento salarial de 19,1% aos enfermeiros. O Montefiore Medical Center também disse estar comprometido em criar mais de 170 novos cargos de enfermagem.

A paralisação envolve mais de 7 mil enfermeiros do Montefiore Medical Center, no Bronx, e do Mount Sinai Hospital, em Manhattan, informou a Associação de Enfermeiros do Estado de Nova York em comunicado. A reinvindicação dos enfermeiros do Mount Sinai Morningside e West é  um novo contrato que inclui melhores padrões de fiscalização e pessoal e aumento salariais nos próximos três anos, disse o sindicato.

Os enfermeiros querem um plano de aumento salarial, é melhores condições de trabalho, porém a crise do capitalismo mostra que mesmo nos países imperialistas são os trabalhadores que estão pagando pela crise. Um exemplo é a enfermagem que a menos de dois anos foram enaltecidos como heróis da pandemia, teve movimentação dessa categoria no Brasil e agora nos EUA.

É preciso impulsionar o movimento operário mundial, pois são os trabalhadores que estão pagando pela crise do capital, no final do ano mesmo foram os professores norte americanos que fizeram greve e agora os enfermeiros, ao contrário dos países atrasados esses profissionais sempre foram bem remunerados, porém com a crise do capital tem perdido poder de compra.

O movimento operário estava muito adormecido há muito tempo principalmente nos EUA. Agora que o imperialismo está enfraquecido, vemos algumas greves surgindo e alguns sindicatos ressurgindo, o que mostra um levante, mesmo que extremamente limitado, dos trabalhadores.

Somente a mobilização dos trabalhadores vai colocar em xeque o imperialismo mundial e sua crise terminal, querem jogar toda a conta no “colo” dos trabalhadores.

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.