Sucessão de Rosa Weber

Flávio Dino no STF é gol contra de Lula

Articulista do 247 rasga elogios ao ministro da Justiça e ignora por completo seu papel no aumento da repressão

Em um texto escatológico do início ao fim, o articulista Aquiles Lins, do Brasil 247, classificou a indicação de Flávio Dino ao Supremo Tribunal Federal (STF) como um “gol de letra de Lula no combate à extrema-direita”. Seu argumento é o de que – pasmem – a indicação do atual ministro da Justiça refletiria a “necessidade de fortalecer a Suprema Corte na defesa da Democracia e da Constituição”.

Acontece que “fortalecer a Suprema Corte” não deveria passar pela cabeça de nenhum presidente de esquerda. Em todos os países onde existe, os tribunais constitucionais atuam como um poder acima Executivo e do Legislativo, servindo, na prática, como um instrumento dos setores mais poderosos da burguesia para impor a sua ditadura. Por princípio, a Suprema Corte á algo abominável e antidemocrático: é um tribunal composto por menos de uma dúzia de figuras de mandato vitalício, que não são eleitas por absolutamente ninguém. Que o STF tenha o poder de tutelar o Congresso Nacional e o presidente da República é o exato oposto do que pode se chamar de uma “democracia”.

Se o “fortalecimento” do STF já deveria ser algo inadmissível para a esquerda no geral, mas ainda deveria ser para o próprio Lula. Afinal, ele e seu partido, há não muito tempo, foram vítimas de um golpe de Estado em que o Poder Judiciário cumpriu um papel fundamental. Lula, por exemplo, passou 580 dias na cadeia pro causa da perseguição  de um juiz de primeira instância – Sergio Moro – que foi avalizado, em todos os seus passos, pelos ministros do STF. Nas vésperas de ser levado para a sede da Polícia Federal de Curitiba, Lula ainda teve um habeas corpus negado pela Suprema Corte, em um episódio que contou com a participação explícita das Forças Armadas.

O que torna o argumento de Aquiles ainda pior é que a “defesa da Democracia” é justamente o que há de pior no Supremo Tribunal Federal. A princípio, uma “defesa da democracia”, se essa defesa tem um conteúdo progressista, deveria ser a defesa dos direitos democráticos da população. Nunca, portanto, o STF deveria ter chancelado a perseguição a Lula.

Acontece que o que o STF chama de “defesa da democracia” é, na verdade, a defesa das “instituições democráticas”. Isto é, a defesa das instituições do Estado. Resumindo ainda mais: a defesa do Estado.

A “defesa da democracia” do STF é, por exemplo, mandar prender um deputado como Daniel Silveira (PTB-RJ) por xingar ministros da corte. Aquiles Lins é bem consciente disso quando afirma que:

“À frente da Justiça e da Segurança Pública no terceiro governo Lula, Dino enfrentou com coragem a turba fascista de apoiadores de Jair Bolsonaro que executou os atos golpistas de 8 de janeiro. Mostrou-se um defensor intransigente da legalidade e da Constituição, e jamais titubeou diante das centenas de ataques que sofreu e ainda sofre do bolsonarismo”.

Se há melhor indício de que a indicação de Flávio Dino ao STF é um erro, é justamente a sua conduta diante dos acontecimentos de 8 de janeiro. O ministro, que simplesmente não agiu diante da maior crise política do governo até o momento por confiar nas informações que lhe foram passadas, depois, em uma tentativa ridícula de tentar se redimir de sua incompetência, passou a perseguir uns pobres coitados que nunca teriam condições de organizar um “golpe de Estado”. Dino é cúmplice de Alexandre de Moraes no teatro montado após o 8 de janeiro, em que generais foram poupados, ao mesmo tempo em que cidadãos comuns foram condenados a passar metade da vida na cadeia.

A indicação de Dino, portanto, passou muito longe de ser um “gol de letra de Lula”. Foi, na verdade, um gol contra: o presidente acaba de indicar para o poder mais golpista do regime político uma figura que vem se mostrando disposta a seguir exatamente o que os caciques do STF mandarem.

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.