Preparando o massacre

Exército sionista fez operação dentro de Gaza na última noite

Os israelenses estão completamente cegos em relação ao que os espera em uma possível invasão por isso tentam fazer um reconhecimento

Ontem as tropas e tanques israelenses realizaram uma breve, porém relativamente extensa, incursão terrestre noturna na Faixa de Gaza, antecedendo uma esperada invasão em larga escala após quase três semanas de devastadores ataques aéreos no território palestino.

Um vídeo da ação noturna divulgado pelo exército israelense na quinta-feira mostrou veículos blindados avançando por uma zona de fronteira arenosa. Uma retroescavadeira é vista nivelando parte de um banco elevado, tanques disparando projéteis e explosões ocorrendo perto ou entre um conjunto de edifícios danificados.

“Durante a noite, as Forças de Defesa de “Israel” conduziram uma incursão direcionada com tanques no norte da Faixa de Gaza, como parte dos preparativos para as próximas etapas do combate”, afirmou o exército israelense em um comunicado na quinta-feira. “Os soldados deixaram a área ao final da atividade.”

“Israel” já realizou vários avanços limitados na Faixa de Gaza nas últimas duas semanas e meia, mas esta foi a maior incursão da guerra atual, de acordo com a Rádio do Exército de “Israel”.

“Já ocorreram ataques semelhantes no passado, nos quais soldados cruzaram para Gaza. O que torna este incomum é que é a primeira vez que tanques estão envolvidos”, disse Alan Fisher da Al Jazeera, relatando de Jerusalém Oriental ocupada.

O analista político Elijah Magnier disse à Al Jazeera que a breve incursão noturna faz parte da estratégia de “Israel” para testar a prontidão e capacidades dos combatentes palestinos.

“Estamos vendo uma nova técnica do exército israelense – pequenas incursões em que eles se retiram após apenas algumas horas, em vez de permanecerem por algum tempo, como normalmente fazem”, explicou. “É o que os Estados Unidos costumavam fazer no Iraque: entrar e sair rapidamente para ver a quantidade de fogo a que seriam expostos, e fariam isso de diferentes partes até se prepararem para um ataque maior.”

Essa abordagem resulta da falta de inteligência sobre o que esperar. “Eles entendem que há dezenas de milhares de combatentes do Hamas e da Jihad Islâmica [palestina] esperando por eles, mas não têm informações ou conhecimento suficientes sobre o tipo de preparação que a resistência palestina tem”, disse ele.

Os sionistas se mostram totalmente sem conhecimento do que os espera na Faixa de Gaza e por isso utilizam essa estratégia para reconhecimento. Contudo eles apenas entenderão a capacidade do Hamas se de fato invadirem. E nesse momento outros atores podem entrar na guerra contra “Israel” como a Síria, o Irã e principalmente o Hesbolá. 

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.