Saudistas e Irã

Dominação do imperialismo sobre o Oriente Médio prestes a ruir

Na última semana, a reunião mediada pela China entre Arábia Saudita e Irã, que serviu como forma de restabelecer a relação entre os dois países

Na última semana, a reunião mediada pela China entre Arábia Saudita e Irã, que serviu como forma de restabelecer a relação entre os dois países, foi um importante passo para a dissolvimento do controle imperialista no oriente-médio. A Arábia Saudita é um braço dos Estados Unidos na região, e esta reviravolta é um reflexo da desestabilização imperialista.
Esta é a maior desestabilização política do capitalismo imperialista desde a segunda guerra mundial. Esta nova relação entre os países trás uma tendência a uma diminuição radical do poder militar do imperialismo na região. São os dois principais países do oriente-médio organizando uma aliança.
Além disso, esta nova aliança pode subverter o poder imperialista nos países entorno, sobretudo o Egito, após toda a desestabilização que ocorre no Iraque e Síria. Caso essa aliança se consolide, é um grande passo para um rompimento geral com o imperialismo.
Henry Kissinger, uma das principais lideranças da política imperialista durante o período da guerra do Vietnã, colocou que a nova aliança é uma mudança radical e atribui a Arábia Saudita este acontecimento, interpretando que o país busca atrai o Irã e a China contra os EUA, quando na realidade é a China que cumpre este papel. A Arábia Saudita visivelmente já percebeu, após muito tempo de crise, que os EUA não são um aliado confiável, a derrota na Síria, no Afeganistão e de deter a propagação do movimento iraniano, demonstrou para os sauditas que se colocar como aliado dos EUA, será engolido pelo movimento geral.
Esta é uma virada muito significativa na situação política internacional. Processo semelhante se vê na Turquia, e até mesmo do Estado de Israel, que fez sinais em direção à Rússia e China e se mostrou bastante comedido em apoiar a Ucrânia, revelando a decomposição do bloco ligado ao imperialismo na região.
Outra declaração importante foi de John R. Bolton, que afirmou que isso representaria a formação de um “novo eixo”, em uma comparação à segunda guerra-mundial. Uma declaração significativa, pois implica em um conflito militar. Ou seja, a tendência para um enfrento militar mundial é muito grande.

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.