Diário de Cuba

Cubanos estão todos esperançosos com Lula

Eduardo Vasco, nosso correspondente, nos conta suas impressões de Cuba

Vasco em Cuba

Estamos com nosso correspondente, Eduardo Vasco, em Cuba, que tem feito ali uma série de reportagens. O companheiro foi à Ilha para participar dos eventos do 1º de Maio. Vasco também esteve com Rafael Dantas, nosso outro correspondente, cobrindo o início da operação especial militar da Rússia na Ucrânia.

Abaixo, quatro perguntas que achamos de interesse dos nossos leitores:

1) Como foi a experiência de participar do primeiro de maio?

O desfile de primeiro de maio teve de ser ao nível municipal. Ou seja, em Havana houve a manifestação no Malecón com a participação de trabalhadores de cerca de cinco municípios, que formam parte da cidade de Havana. Isso se deve à crise dos combustíveis, causada pelo bloqueio econômico dos EUA, que faz com que tenha de se racionalizar o máximo possível a gasolina e por isso seria inviável que trabalhadores do país inteiro fossem a Havana. Isso já transformaria o ato em algo inusitado, mas teve mais: no dia anterior, um forte temporal caiu sobre a cidade, como reflexo de um furacão que passou pela região e atingiu a Flórida, e isso obrigou a Central de Trabalhadores de Cuba (organizadora do 1° de Maio) a adiar o desfile para o dia 5. Mesmo assim, participaram dezenas de milhares de pessoas, incluindo militantes do mundo todo. Nós levamos nossa faixa contra o bloqueio a Cuba e todos que a viram quiseram tirar uma foto, ela fez muito sucesso. Assim como fizeram sucesso o jornal Causa Operária, o Dossiê e as revistas dos coletivos, esgotados em pouco tempo. O PCO, assim como havia sido no Encontro Internacional de Solidariedade a Cuba no Palácio das Convenções, foi o partido mais destacado no ato.

2 – O que os cubanos falam do Dia da Vitória?

Houve uma cerimônia de entrega de flores em homenagem aos soldados soviéticos mortos durante a II Guerra. Participaram Díaz-Canel e Raúl Castro, entre outros altos funcionários do Estado e do partido comunista. Tanto o governo de Cuba como os trabalhadores e os meios de comunicação consideram que foram os soviéticos que derrotaram o nazismo, apesar da propaganda enganosa do imperialismo, que diz que foram Churchill e Roosevelt.

3 – O que os cubanos esperam do governo Lula?

Falamos com alguns cubanos sobre o governo Lula. Estão todos esperançosos de que Lula ajude Cuba a superar essa que é uma das piores crises que eles já viveram. Se lembram da construção do porto de Mariel e do programa Mais Médicos e esperam que a cooperação com Cuba volte o quanto antes.

4 – Como o governo tem feito a campanha contra o bloqueio para os próprios cubanos?

Os meios de comunicação falam muito sobre isso. O principal deles é a TV e o noticiário sempre aborda o tema. O Encontro Internacional, para o qual fomos convidados e que foi o motivo de nossa visita, tem como principal objetivo a publicidade e a denúncia do bloqueio. Há outdoors em vários pontos de Havana denunciando o bloqueio. Infelizmente, alguns cubanos que conversamos não acham que o bloqueio seja tão maléfico. Outros nos disseram que esse pensamento é de pessoas pouco politizadas que são persuadidas pela propaganda opositora nas redes sociais. Mas ninguém que eu conversei nega o bloqueio, todos reconhecem que ele existe.

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.