Escândalo na União Europeia

Corrupção no Parlamento Europeu: o Prémio Sakharov em causa

Segundo o Le Soir de Bruxelas, os investigadores belgas acabam de abrir uma nova pista no caso de corrupção no Parlamento Europeu

Segundo o Le Soir de Bruxelas, os investigadores belgas acabam de abrir uma nova pista no caso de corrupção no Parlamento Europeu: o Prémio Sakharov para a liberdade de pensamento.

Instituído em 1988 por proposta do francês Jean-François Deniau, o Prémio Sakharov, com o nome do célebre dissidente soviético, foi profundamente reformulado em 2003. Hoje, já não é outorgado senão a personalidades apoiadas pelos Estados Unidos.

Agora ele homenageia « uma realização num dos seguintes domínios :
 defesa dos direitos do homem e das liberdades fundamentais, em particular o direito à liberdade de opinião,
 protecção dos direitos das minorias,
 respeito pelo direito internacional público,
  [1] da democracia e estabelecimento do estado de direito ».

As candidaturas são apresentados pelos deputados europeus, depois selecionadas pelos membros da Comissão dos Negócios Estrangeiros (Relações Exteriores-br) e, por fim, escolhidas pela Conferência dos Presidentes do Parlamento Europeu.

O laureado recebe 50. 000 euros.

Em 2021, parece que as candidaturas da saharaui Sultana Khaya e da boliviana Jeanine Áñez foram rejeitadas em favor do russo Alexeï Navalny na sequência de pagamentos secretos a deputados da Comissão dos Negócios Estrangeiros. Se está claro que Marrocos fez fracassar a de Sultana Khaya, ignora-se quem fez afastar a de Jeanine Áñez.

Observe-se que se Alexei Navalny foi apresentado no Ocidente como « o principal opositor ao ditador Putin ». Ele não fez “mal a ninguém”, se exceptuarmos aqueles a quem vigarizou. Isto poderia ter sido pior porque a candidata colocada em segundo, a Presidente Jeanine Áñez, acabava de realizar um Golpe de Estado apoiando-se em emigrantes ustashas croatas [2].

Em 2022, em plena guerra civil, enquanto a Rússia intervinha militarmente para fazer cumprir a Resolução 2202 do Conselho de Segurança das Nações Unidas, o Prémio Sakharov foi atribuído ao « Povo Ucraniano » no seu conjunto.

Fonte: Voltaire.net

* Os artigos aqui reproduzidos não expressam necessariamente a opinião deste Diário

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.