Brasil

Cerca de 9 mil jovens estão presos em reformatórios

Ministério dos Direitos Humanos e Cidadania divulgou um levantamento que afirma que 11.556 adolescentes estão em “atendimento socioeducativo” no País

Na segunda-feira (4), o Ministério dos Direitos Humanos e Cidadania divulgou um levantamento que afirma que 11.556 adolescentes estão em “atendimento socioeducativo” no País, sendo que, destes, 63,8% são negros. As informações representam os primeiros dados sobre o assunto em seis anos.

Um eufemismo, “atendimento socioeducativo” é o nome dado às medidas de repressão que o poder público adota contra os adolescentes e jovens no geral responsabilizados pela prática de atos infracionais.

Segundo o Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo, o número total deste ano é menor do que o identificado em 2017, ano do último levantamento, quando havia 24.803 adolescentes sob restrições.

De acordo com a pasta, 78,6% dos adolescente entre 12 e 18 anos cumprem a internação, medida que priva o grupo de liberdade por um período que pode variar de seis meses a três anos. Além disso, 12,8% cumprem internação provisória, que dura no máximo 45 dias; 6% estão em semiliberdade, quando o adolescente é levado para um espaço caracterizado como uma moradia, sem prazo determinado; e 2,6% estão sob internação sanção, que dura até seis meses.

A maioria dos indivíduos afetados são meninos. Conforme informações fornecidas pela entidade responsável, 95,6% são do sexo masculino. O estado com a maior proporção de adolescentes sob restrições é São Paulo (22,2%), seguido por Minas Gerais (7,1%), Paraná (6,1%) e Pernambuco (5%).

Esses adolescentes estão distribuídos entre as 505 unidades de atendimento em todo o País. Segundo o levantamento, 420 dessas unidades atendem exclusivamente meninos, 67 são destinadas ao atendimento exclusivo de meninas, e em 18 unidades o atendimento é misto.

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.