Editorial

Censura a Breno Altman, ponto de inflexão na situação brasileira

Censura mostra o avanço do sionismo no Brasil

A censura ao jornalista Breno Altman mostra uma mudança na política brasileira em relação à atual crise no Oriente Médio, envolvendo a Palestina e o Estado de Israel. No mundo inteiro, o lobby sionista reprime aqueles que se manifestam em defesa dos palestinos contra o massacre promovido pelos israelenses.

Na situação brasileira existe uma intensa campanha da imprensa burguesa em defesa de Israel, divulgando as mentiras sionistas que dominam a imprensa imperialista mundial. Agora, um jornalista foi censurado, obrigado a retirar suas opiniões das redes sociais por decisão de um juiz da primeira instância a serviço do genocídio israelense.

O caso mostra novamente que o judiciário não tem nada de democrático e que a “censura do bem” é mais um dos instrumentos de repressão da burguesia. Altman foi censurado por “racismo”, alegou a Confederação Israelita do Brasil (Conib), um órgão que defende o racismo sionista e a limpeza étnica dos palestinos. 

Mostrando a total nocividade da “censura do bem” e como não existe nada mais racista que o Estado de Israel, Altman foi processado por racistas de verdade que o chamaram de “racista” por criticar o racismo deles.

A censura mostra o avanço do sionismo no Brasil. Trata-se de algo já inquestionável. A Polícia Federal, como mostrou na operação contra os supostos “terroristas do Hesbolá”, está dominada pelo Mossad, o órgão de inteligência israelense. Nas manifestações brasileiras, a pressão é grande para que não se fale em defesa do Movimento de Resistência Islâmica (Hamas, na sigla em árabe). E isso afeta um setor da esquerda pequeno-burguesa, que passou a sabotar as manifestações pró-Palestina.

No entanto, diante do avanço do sionismo, não se pode fazer concessões. O sionismo é um movimento político supremacista, racista, fascista e imperialista que deve ser derrotado com todos os meios necessários. Uma vitória de Israel na crise atual fortaleceria a extrema direita e o imperialismo no mundo inteiro. Por outro lado, a vitória da resistência armada palestina abre o caminho para a revolução nos países árabes e no restante do planeta.

Portanto, deve-se ampliar a campanha contra o sionismo e fortalecer o movimento em defesa dos palestinos.

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.