Ditadura contra clubes

CBF usa identitarismo para ampliar legislação autoritária

Enquanto os setores oprimidos da sociedade continuarão em uma posição de inferioridade na vida real, a CBF brinca de “Tribunal da Ética e da Moral”

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) deu mais um passo no sentido de aumentar a ditadura contra os clubes. Nesta quarta-feira, 15, a entidade responsável pelo futebol brasileiro publicou a alteração no Regulamento Geral de Competições (RGC) para 2023. A RGC é “constituição” do futebol nacional, a carta que norteia as normas de todas as competições nacionais.

Com as novas alterações, a CBF prevê sanções para clubes em casos de racismo, discriminações de orientação sexual, de sexo, de gênero, etnia, procedência nacional, religião, entre outras infrações que “afrontem a dignidade humana”. São quatro tipos de sanções previstas, conforme o texto abaixo:

I – advertência;
II – multa pecuniária administrativa, no valor de até R$ 500 mil, a ser revertida em prol de causas sociais, inclusive através da dedução de cotas a receber;
III – vedação de registro ou de transferência de atletas;
IV – Perda de pontos.

No caso da multa, ela pode ser dobrada, atingindo R$ 1 milhão, em caso de reincidência das infrações de cunho discriminatório.

Segundo a CBF, as sanções “têm natureza administrativa e serão aplicadas pela CBF independentemente das sanções de natureza disciplinar que venham a ser cominadas pela Justiça Desportiva com base no CBJD”. Desta forma, as penas serão aplicadas por um colegiado na própria CBF.

No caso da perda de pontos, a aplicação da sanção da CBF será levada ao STJD, e o tribunal decidirá se mantém ou não a pena após apreciação.

A medida teoricamente seria “boa”, pois serviria para combater o racismo e outras formas de “discriminação”. No entanto, não se trata disso. A CBF apenas está aderindo à política autoritária do identitarismo que tem se revelado um verdadeiro fracasso.

Primeiro, a medida é, na realidade, um aumento do cerco contra os clubes brasileiros. A política de perda de pontos e multas serve apenas para colocar ainda mais os destinos do futebol nacional nas mãos dos tribunais de justiça, dos especuladores do futebol, dos cartolas e das casas de apostas. Naturalmente, sendo o Judiciário do Estado burguês um órgão político, este tipo de medida facilita o controle de resultados, prejudicando determinados clubes a depender do interesse dos tubarões capitalistas do futebol.

Segundo, a medida é um engana-trouxa. De fato, não serve para nada. Coloca-se o problema do racismo e dos outros tipos de discriminação, como na questão da mulher e da diversidade sexual, como um problema a ser resolvido pela repressão e pela censura. Na realidade, ao adotar essas medidas, os verdadeiros problemas dos negros, das mulheres, dos gays, etc. — que levam estes setores a serem discriminados — não estão sendo resolvidos, apenas maquiados por uma máquina repressiva que prejudicará clubes inteiros a partir de atitudes de torcedores ou dirigentes individuais.

Através do identitarismo, a CBF está favorecendo o processo de estrangulamento do futebol nacional. A alteração no RGC serve apenas para isso, prejudicando os clubes nacionais. Enquanto os setores oprimidos da sociedade continuarão em uma posição de inferioridade na vida real, a CBF brinca de “Tribunal da Ética e da Moral”.

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.