Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Dia 21 e 22 de outubro

Causa Operária Debate: HAMAS, Ucrânia, BRICS e nova ordem mundial

Participe dos debates públicos do PCO e entenda a posição do partido sobre "A guerra na Ucrânia, os BRICS e a ordem mundial"

O Partido da Causa Operária organiza debates mensais em dezenas de cidades no País. A proposta é levar a ampla discussão interna do partido para todos os filiados, simpatizantes e quem tiver interesse de discutir com o partido. O tema de outubro já foi definido: A guerra na Ucrânia, os BRICS e a ordem mundial.

Os debates ocorrerão majoritariamente nos dias 21 e 22 de outubro, já com perspetiva para acontecer em:

Sul

Curitiba

Porto alegre

Florianópolis

Sudeste

Rio de Janeiro

Volta Redonda

São Paulo

Piracicaba

Marília

Belo Horizonte

Grão Mogol

Centro Oeste

Brasília

Nordeste

João Pessoa

Salvador

Fortaleza

Maceió

Juazeiro do Norte

Norte

Macapá

Teresina

Internacional online

Outras cidades estão confirmando a organização da atividade! Caso queira organizar a sua ou participar entre em contato com: 61 982114025 ou com qualquer militante do PCO.  Veja como foram alguns dos debates do mês de setembro:

Brasília/DF:

São Paulo/SP:

Rio de Janeiro/RJ:

Debates de Outubro

Qual a posição correta para os trabalhadores diante dos conflitos que ocorrem no mundo? A guerra na Ucrânia, a guerra de Israel contra Palestina, os conflitos entre os EUA, China e Rússia, os BRICS? Para saber a posição do PCO no detalhe e ao vivo basta participar.

A atual crise no imperialismo levanta a discussão sob uma possível nova ordem mundial. Diversos países atrasados colocam-se abertamente contra o imperialismo norte-americano, recentemente, o HAMAS demonstrou a reação preparada dos países do oriente médio, os BRICS discutem seriamente acabar com a dolarização da economia, os russos estão expulsando as tropas imperialistas da Ucrânia.

Será que o imperialismo norte-americano vai cair? Ele vai dar lugar a um novo imperialismo? Ou será o prelúdio de uma revolução mundial?

Mesmo que nacionalmente a situação não paute questões de grande porte, o panorama internacional coloca estes problemas diretamente para o povo brasileiro. Estas pautas são debatidas diariamente nos jornais da burguesia e entre as organizações de esquerda, mas no geral todas as posições são extremamente reacionárias e confusas.

O PCO foi o primeiro e o único partido a apoiar incondicionalmente o Talibã, os russos e o primeiro a sair em defesa absoluta do HAMAS. Além disso, o partido conta com uma experiência profunda da guerra na Ucrânia, sendo também o único partido que enviou repórteres para cobrirem a guerra direto do campo de batalha.

O conflito na Ucrânia se estende há quase 2 anos, e agora o HAMAS e os países do oriente médio prometem reagir contra a ofensiva do imperialismo. Quais os interesses por trás destes conflitos? É possível que os norte-americanos percam as guerras?

A imprensa burguesa culpa o criminoso Putin, os terroristas africanos e diz defender a paz mundial. A versão oficial do imperialismo. Mas e os marxistas? A ação russa na verdade foi apenas defensiva. Os interesses dos EUA e de todos os países imperialistas é usar a Ucrânia para pressionar e possivelmente esmagar a Rússia.

Esse é o cerne da questão. Trata-se de uma ação ofensiva dos EUA contra a Rússia e o povo ucraniano está sendo usado como bucha de canhão de interesses que não são os dele. O mesmo acontece no Oriente Médio contra os países africanos, especialmente aqueles que estão sendo martirizados há anos como os palestinos.

Concorda? Discorda? Venha debater com os militantes do PCO!

Agora quem acha que o Brasil está de fora está integralmente equivocado. O Brasil é um país atrasado e oprimido, e recentemente o presidente Lula faz declarações nacionalistas contra a dominação imperialista. 

O próprio BRICS, que nunca assumiu um papel direto no embate com os EUA, agora está se mostrando como um verdadeiro contraponto a dominação financeira norte-americana. Além dos países que já fazem parte do bloco, foi aprovada a entrada de Argentina, Irã, Arábia Saudita, Emirados Árabes, Egito e Etiópia.

O Brics é uma organização revolucionária? Qual devem ser as propostas de um partido operário e revolucionário para os BRICS? As propostas da imprensa capitalista são fáceis. Eles não deixam de esconder que os países do BRICS são autoritários e obsoletos, ou que é apenas uma organização fantoche dos russos e chineses.

Analistas chegam a falar em uma “nova ordem mundial”. Mas será que é para tanto? Os países mais pobres estão se fortalecendo, e passando a se defender das agressões do imperialismo, mas isso representa uma multipolaridade?

Para o PCO, o imperialismo continua dominando o mundo econômica e militarmente, mas os BRICS, as derrotas militares dos EUA e da OTAN, são fatores de desestabilização para esse domínio. 

Quer entender mais?

Todos estão convidados e serão bem-vindos para dar a sua opinião e participar!

Os debates acontecerão em várias cidades do País nos dias 21 e 22 de outubro.

Caso queira organizar a sua ou participar entre em contato com: 61 982114025, 48 9949-5510 ou com qualquer militante do PCO. 

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.