Fora, ONGs imperialistas

Boa para as ONGs, ruim para a Mata Atlântica

Piratas internacionais ameaçam nossas riquezas e a vida dos índios

A revista científica britânica PNAS Nexus publicou na última quinta-feira (26) o resultado de uma pesquisa feita em 129 territórios indígenas dentro da Mata Atlântica. Assim, houve um aumento anual de 0,77% na cobertura vegetal em terras demarcadas em comparação com as terras não demarcadas. Segundo Rayna Benzeev, pesquisadora da Universidade da Califórnia: “Nosso artigo gera evidências robustas que a demarcação nas terras indígenas no bioma Mata Atlântica reduziu o desmatamento e aumentou a regeneração florestal em todo o bioma”. E continuam: “neste ritmo de preservação, em 25 anos, a cobertura florestal aumentaria 111 mil hectare”.

Já a ONG SOS Mata Atlântica, fundada em 1986, afirma que o conhecimento ancestral dos índios junto com as práticas de preservação dos técnicos da ONG é importante no desenvolvimento de mais projetos que ajudam preservar o bioma da floresta. De acordo com os últimos relatórios, a Mata Atlântica possui apenas 12% de cobertura bem preservada no Brasil.

Que o aquecimento global é uma realidade e deve causar preocupação em todos os habitantes do planeta, sendo que a preservação de florestas seria importante, não resta dúvida.  Mas o que os países originários destes pesquisadores e cientistas fazem ou fizeram para atenuar as emissões de gases poluentes produtos das queimas dos combustíveis fósseis? Resposta: Nada, sob o argumento de que isto prejudicaria suas economias, no caso capitalista. E vamos além, o que estes mesmo países imperialistas fizeram com as suas florestas ?  degradaram quase tudo em prol de seu desenvolvimento econômico e social.

Com isto fica, de uma maneira bem resumida, demonstrada a farsa desta tal politica de preservação encabeçada pelos países imperialistas. O que eles querem na verdade é preservar nossas florestas para que no futuro eles venham aqui e levem nossas riquezas embora. As ONGs são apenas cúmplices destes piratas internacionais. Suas florestas podem ser exploradas, suas economias não podem ser prejudicadas, mas o Brasil deve ser exemplo ao mundo de como viver de maneira sustentável. É um escárnio.

É preciso que o governo Lula crie políticas de caráter socialista, rejeitando ajuda externa e explorando a terras indígenas de maneira equilibrada e sustentável, onde as riquezas extraídas sejam convertidas em benefícios sociais, de infra estrutura e tecnológicos em prol das comunidades indígenas. Construção de postos médicos, escolas etc ajudariam e melhorariam com muita mais eficácia a vida dos índios do que a ajuda de países imperialistas.

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.