Extrema Direita se fortalece

Ambientalismo pode fortalecer extrema-direita alemã

Nos países atrasados a política ambiental é utilizada para impedir o desenvolvimento

O Ministro das Finanças da Alemanha, Christian Lindner, do Partido Liberal Democrático (FDP, na sigla em alemão), a sigla aqui no Brasil lembra um acrônimo de um palavrão, disse que a atual política de construção de habitações constante no novo código habitacional pode aumentar o apoio da população a extrema-direita.

Disse Textualmente: “A promulgação de códigos de construção mais rigorosos em nome do combate às alterações climáticas pode causar uma reação perigosa que beneficiará a ‘extrema-direita'”.

Christian Lindner tem 44 anos, entrou para o FDP aos 16 anos e preside o partido desde 2013, ele é oficial da reserva e filho de professor, nascido no estado alemão da Renânia do Norte-Vestfália, estudou ciências políticas.

Tal código de habitação que atende as imposições da União Europeia, quanto a redução de gases do efeito estufa, seguindo a agenda dos países imperialistas, encarece muito as novas habitações, e obriga a que o povo reforme as habitações já existentes.

Essa política causa muita irritação na população, por encarecer o custo de vida, que já é extremamente alto mesmo para os padrões de renda alemães.

A demagogia ambientalista, segundo o ministro, levará ao fortalecimento ainda maior dos partidos de extrema-direita.

Ele tem toda razão, pois nos países imperialistas como a Alemanha, a política ambiental é vista por parte da população como o entrave para o desenvolvimento e o favorecimento de determinados setores da sociedade.

Lembrando que a pouco tempo, frente ao inverno rigoroso alemão e as sanções ao gás russo, o país foi obrigado a desmatar parte das suas últimas reservas florestais e a utilizar ainda mais suas reservas de carvão natural, o que acrescentou lenha na fogueira.

Existe uma profunda divisão na Europa com relação à questão ambiental, e a população de modo geral sente que as leis ambientais, dentre outras imposições do estado sobre a sua vida, o prejudica.

A guerra na Ucrânia cristalizou as contradições do sistema, que por um lado gasta bilhões com a questão do meio ambiente e, por outro lado, envia outros bilhões para uma guerra sem sentido para os alemães e destrói o mesmo meio ambiente ao qual a política imperialista diz que eles devem preservar.

E ainda correm risco de uma guerra nuclear que arrasaria tudo na Europa.

Nos países atrasados a política ambiental é utilizada para impedir o desenvolvimento, e a imposição da política ambiental a todos se dá no sentido também de impedir que um setor do imperialismo se sobressaia sobre o outro e, principalmente, impedir que os países produtores de petróleo se sobressaiam sobre o imperialismo.

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.