Caso Allan dos Santos

Acionar EUA e Interpol é coisa da direita, não da esquerda

Flávio Dino leva a frente a campanha de perseguição política iniciada antes das eleições

Conforme divulgado pelo jornal golpista, Folha de São Paulo, o Ministério da Justiça, comandado por Flávio Dino, procurou o governo dos Estados Unidos e a Interpol, em Lyon (França), para firmar um acordo e acelerar o processo de extradição do jornalista bolsonarista, Allan dos Santos, que está no país imperialista desde 2020, quando passou a ser um dos primeiros perseguidos pela justiça golpista e pelo STF.

Allan dos Santos é considerado “criminoso” pelo STF devido ao ditatorial inquérito das fake news, que não apenas é utilizado para perseguir figuras de segundo plano do bolsonarismo, como também foi utilizado para banir todas as redes sociais do PCO e perseguir canais da chamada esquerda progressista.

Uma aliança com os EUA e a Interpol

A decisão de Flávio Dino chama a atenção por dois motivos importantes. Em primeiro lugar, Flávio Dino assume o ministério totalmente alinhado, não com os interesses de Lula e dos trabalhadores brasileiros, mas sim do STF golpista. Assim, Flávio Dino leva a frente a campanha de perseguição política iniciada antes das eleições, que vem levando a censura e prisão, de tanto figuras da extrema-direita quanto da esquerda, ou seja, qualquer pessoa considerada inimiga do golpe de Estado. Em segundo lugar, Dino toma a decisão acionando nada mais nada menos que a Interpol e o governo dos Estados Unidos, verdadeiros inimigos do povo brasileiro, demonstrando uma política de total subserviência aos interesses do imperialismo.

A parceria com a Interpol, uma das mais criminosas organizações imperialistas mundiais, responsável por perseguir todos os inimigos dos países imperialistas, não é apenas um erro, mas sim revela a política totalmente golpista que segue Flávio Dino. Como não bastasse a aliança com a Interpol e o governo dos Estados Unidos para perseguir um brasileiro, a decisão é feita ao mesmo tempo que a justiça norte-americana leva a frente uma enorme campanha de perseguição política a todos os manifestantes que invadiram, em 6 de janeiro de 2021, o Congresso dos EUA.

Até o momento, o FBI já prendeu mais de 950 pessoas, e foram abertos ao todo processos contra 940 pessoas, segundo considerada a maior da história do órgão. Há manifestantes, que considerados inimigos do principal setor da burguesia imperialista, receberam mais de dez anos de prisão por, simplesmente, protestar. Há manifestantes inclusive, recebendo o julgamento para décadas de prisão por supostamente ter se defendido de policiais, algo ainda mais criminoso.

Ao todo são mais de 50 pessoas onde a prisão será de mais de um ano de cadeia, além de penosas multas pelo protesto. Contudo, os órgão de imprensa imperialista já noticiam que a justiça só está dando sentenças “baixas” pois há uma estratégia do Departamento de Justiça norte-americano para lidar com o alto número de processos e a superlotação dos presídios. No entanto, já anunciam que “a partir de gora, as condenações devem ser maiores”.

Um ataque ao governo Lula e a esquerda

Dessa forma, enquanto a justiça norte-americana realiza uma das maiores operações de perseguição política a opositores em sua história, Flávio Dino decide aproveitar-se da empreitada ditatorial e criminosa, para incluir um brasileiro, perseguido pelo STF pelo suposto crime de “mentir”, na lista de procurados para extradição.

A extradição e prisão de Allan dos Santos não tem nenhum resultado benéfico ao governo Lula ou aos trabalhadores. Na realidade, a prisão de Allan dos Santos só reforça a campanha ditatorial do STF contra a liberdade de expressão, e abre portas para uma perseguição ainda mais generalizada contra a população, sob o aval de Flávio Dino. Já para o governo, é um “tiro no pé”, pois o STF já da sinais que o governo Lula será o próximo alvo da campanha que atingiu os bolsonaristas. No fim, a decisão ditatorial de Flávio Dino só serve para atiçar a extrema-direita bolsonarista, e abrir as portas mais uma vez para a campanha golpista e ditatorial do STF, contra o governo Lula, o povo e a esquerda de conjunto.

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.