Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Izadora Dias

Izadora Dias é militante do Partido da Causa Operária em São Paulo, coordenadora do coletivo João Cândido e integrante da secretaria de organização do PCO. É militante anti-imperialista e anti-identitária. É estudante da USP e, além de colunista do Diário Causa Operária, participa do programa matinal da Causa Operária TV, o Reunião de Pauta, às sextas-feiras.

Esquerda imperialista

A esquerda que presta continência para os EUA

A calorosa recepção de parlamentares do EUA pelos psolistas evidenciaram quem também ama e admira o regime dos EUA

Quem é de esquerda e possui pelo menos um conhecimento básico de história sabe que os Estados Unidos da América são um grande inimigo de países oprimidos. A política dos Estados Unidos sempre foi totalmente reacionária, envolvendo repressão, ataques, bombardeios e promoção de intervenções e golpes em dezenas de países por todo mundo. Todas as ações políticas relacionadas aos Estados Unidos são sempre muito prejudiciais. Isso é tão verdade que é uma tradição na esquerda considerar os representantes políticos dos Estados Unidos como seus inimigos

A subserviência de alguns elementos da esquerda brasileira fica tão evidente quando observamos como esses representantes americanos são recebidos no Brasil. Nesse sentido, a recente visita de Alexandria Ocasio-Cortez mostra o capachismo dessa esquerda diante da política dos Estados Unidos.

Alexandria Ocasio-Cortez, também conhecida como AOC, é uma política estadunidense. Nascida em Nova Iorque, mas filha de porto-riquenha, AOC utiliza da sua origem para fazer demagogia com os menos avisados. Ela é atualmente congressista na Câmara dos Representantes pelo do mesmo estado. Foi criada em um bairro de classe trabalhadora no Bronx, mas é evidente que a sua orientação política foi concebida quando estudou relações internacionais e economia na Universidade de Boston. Ocasio-Cortez se descreve como uma socialista democrática e faz parte do grupo interno dos Socialistas Democráticos.

A parlamentar diz que defende os refugiados, ataca a maneira como os Estados Unidos tratam os imigrantes, etc. Porém, isso parece ser apenas uma fachada diante de sua verdadeira política. Alexandria Ocasio-Cortez é uma apoiadora do regime dos Estados Unidos. Sua política em relação à Ucrânia mostra que ela está a favor das ações imperialistas pelo mundo. Ela se posicionou e votou a favor do envio de armas para a Ucrânia. Enquanto a população nos Estados Unidos enfrenta pobreza crescente e abandono, AOC, que diz defender os oprimidos, apoia a guerra imperialista na Ucrânia promovida pelo seu país, ela apoia o armamento dos nazistas ucranianos que estão atacando o seu próprio povo e a Rússia.

Cortez esteve presente no Brasil para se encontrar com alguns ministros do governo. No entanto, chama a atenção a recepção que ela teve de elementos, principalmente os do PSOL. Guilherme Boulos fez questão de realizar um evento com a representante norte-americana. O atual deputado federal a levou para visitar a favela do Sol Nascente, no Distrito Federal, na terça-feira, dia 15. A visita teve cobertura da Folha de São Paulo e foi planejada para que Guilherme Boulos apresentasse a favela à representante norte-americana, alegando que estava promovendo a troca de experiências entre parlamentares do Brasil e dos Estados Unidos.

Aqui, fica claro que Boulos quer mostrar ao imperialismo que ele é uma pessoa confiável e está disposto a representar a política identitária no Brasil. E é claro, ele busca apoio e confiança dos norte-americanos. 

Outro caso que também merece atenção é o encontro da ministra da Igualdade Racial com a representante do Partido Democrata. A ministra Anielle Franco fez questão de destacar a boa relação que estabeleceram e os temas que discutiram. É impossível não notar a satisfação da ministra ao se encontrar com a americana, expressando um fervor total em relação à política dos Estados Unidos. Uma política que é uma das mais devastadoras em todo o mundo, apoiada por todos os representantes desse regime. Isso revela que a esquerda, que costuma apontar a direita por glorificar e adorar os EUA, na verdade, também tem essa mesma adoração. Parece que não é apenas o Bolsonaro que presta continência para os Estados Unidos. 

* A opinião dos colunistas não reflete, necessariamente, a opinião deste Diário

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.