Ascânio Rubi

Ascânio Rubi é um trabalhador autodidata, que gosta de ler e de pensar. Os amigos me dizem que sou fisicamente parecido com certo “velho barbudo” de quem tomo emprestada a foto ao lado.

Imprensa de esquerda

A esquerda pequeno-burguesa e as migalhas

A esquerda não precisa das migalhas da Rede Globo e da burguesia

omo bem explicou o companheiro Vasco em sua coluna, a imprensa burguesa não se assume como porta-voz da sua classe. Antes, esconde-se sob o manto de uma suposta imparcialidade, que costuma ser brandida como projeto editorial democrático e pluralista. Bem se vê que tal engodo oculta o que, posto às claras, seria indefensável: como dizer, alto e bom som, que o povo tem de se contentar em viver na miséria para que os ricos não percam um centavo da sua riqueza?


Uma alternativa a essa imprensa, que ganhou força sobretudo na esteira do golpe de 2016, foram os canais progressistas do YouTube. Neles, abriu-se espaço para as vozes que o pseudopluralismo da imprensa burguesa sempre marginalizou. Fizeram a crítica dos grandes jornais e da Rede Globo, os quais, juntos, foram artífices do golpe e incansáveis promotores da propaganda antipetista.


Ocorre, porém, que a ascensão de Bolsonaro embaralhou as cartas até mesmo nesses espaços. Os jornais burgueses, como Estadão, Folha e O Globo, apresentam-se como veículos de oposição a Bolsonaro e se dizem defensores da “democracia”, entendida, ao que tudo indica, como o direito de votar (na urna eletrônica, sem impressão do voto) de tempos em tempos. Os veículos progressistas identificam-se com essa pauta e, na maior parte das vezes, fazem isso acriticamente. Bolsonaro é a ameaça às eleições ou, dito de outro modo, uma “ameaça à democracia”, embora tenha sido eleito pelo sistema vigente. Ele – e apenas ele – é o inimigo a ser combatido.


Disso decorre que tanto a esquerda pequeno-burguesa, bem representada nesses canais independentes, como a burguesia propriamente dita parecem ter a mesma pauta, que inclui o surto identitarista que tomou conta da grande imprensa, dos empresários, dos banqueiros e até da CIA. É possível que a esquerda tenha os mesmos interesses que a direita? Ou será que a grande imprensa, os empresários, os banqueiros e até a CIA agora são de esquerda?


Os veículos da pequena burguesia correm o risco de espelharem os da burguesia propriamente dita, embora não por desejo de iludir o povo, mas por se deixar enganar pelo modelo dos projetos “pluralistas” e pseudodemocráticos que orientam os jornalões e a Rede Globo. Esta última tem até merecido o elogio de alguns comentaristas dessa esquerda bem-comportada, que comemoram a presença de um elemento do grupo de juristas Prerrô no Jornal Nacional.


Como deveria ser óbvio, a Globo não está tornando seu jornalismo mais democrático por dar voz a personagens que costumam estar na programação de esquerda da internet. Está, isto sim, usando essas pessoas para seus próprios interesses – no momento, traduzidos no desejo de enfraquecer o Bolsonaro. Ou alguém acha que a Globo quer ver a volta do Lula? Os jornalões da burguesia, todos os dias, alfinetam o Lula. Daqui para a frente, a coisa só vai piorar.

Se não sinalizarem com clareza de que lado estão, os canais alternativos da esquerda se arriscam a colaborar, ainda que indiretamente, para a eleição de um BolsoDoria ou de um Bolsogay. A esquerda não precisa das migalhas da Rede Globo e da burguesia.

Artigo publicado, originalmente, em 16 de agosto de 2021

* A opinião dos colunistas não reflete, necessariamente, a opinião deste Diário

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.