Dia de Hoje na História

23/11/1923: fim da greve de fome de prisioneiros irlandeses

Durante a guerra civil irlandesa, combatentes lutaram bravamente contra a ocupação inglesa

Entre 1916 e 1923 ocorreu uma série de greves de fome dos prisioneiros republicanos irlandeses. Foi uma manifestação de resistência dos prisioneiros republicanos que buscavam a independência da Irlanda do domínio britânico.

A Revolta da Páscoa de 1916, quando republicanos irlandeses buscaram estabelecer uma república independente da Grã-Bretanha, foi o ponto de partida dessas greves. Muitos líderes foram presos e, ao longo dos anos seguintes, o movimento republicano continuou a lutar pela independência. Os prisioneiros enfrentaram condições difíceis nas prisões britânicas, o que levou a protestos, incluindo greves de fome.

A Revolta da Páscoa de 1916 foi um evento crucial na história da Irlanda, marcando um ponto de virada na luta pela independência do domínio britânico. A revolta ocorreu em Dublin, capital da Irlanda, de 24 a 30 de abril de 1916, durante a Primeira Guerra Mundial.

O Home Rule, que buscava conceder ao Parlamento Irlandês um grau limitado de autonomia, havia sido adiado devido à eclosão da Primeira Guerra Mundial, aumentando a frustração entre os nacionalistas irlandeses.

A revolta foi liderada principalmente pelos membros do Exército Cidadão Irlandês (Irish Citizen Army) e pelo Voluntários Irlandeses (Irish Volunteers), dois grupos paramilitares republicanos. Figuras-chave incluíram Patrick Pearse, James Connolly, e outros líderes republicanos.

No dia de Páscoa, em 24 de abril de 1916, os rebeldes ocuparam pontos estratégicos em Dublin, incluindo o Posto Geral dos Correios. Eles declararam a República Irlandesa independente e hastearam a bandeira tricolor irlandesa. As forças britânicas responderam com uma repressão violenta, bombardeando áreas ocupadas pelos rebeldes e envolvendo-se em combates de rua.

Após seis dias de luta, os líderes rebeldes perceberam a impossibilidade de uma vitória militar contra as forças britânicas superiores e decidiram se render. A revolta resultou em danos significativos à cidade de Dublin, mas, mais importante, teve um impacto psicológico e político duradouro.

Muitos dos líderes rebeldes foram presos e executados, incluindo Patrick Pearse e James Connolly. A reação do público à execução desses líderes teve um efeito de catalisador, aumentando o apoio à causa republicana. A Revolta da Páscoa de 1916 é frequentemente vista como um evento precursor da Guerra da Independência Irlandesa, que ocorreu entre 1919 e 1921, e eventualmente levou à criação do Estado Livre Irlandês em 1922.

A greve de fome mais notável ocorreu em 1920, quando prisioneiros republicanos liderados por Terence MacSwiney e outros adotaram a tática da greve de fome como uma forma extrema de protesto. MacSwiney morreu após 74 dias sem se alimentar, tornando-se um mártir simbólico para a causa republicana.

Outras greves de fome ocorreram ao longo dos anos seguintes, com prisioneiros buscando status político e reconhecimento de sua luta pela independência. O conflito culminou em 1923, quando o Tratado Anglo-Irlandês foi assinado, levando à criação do Estado Livre Irlandês. A greve de fome desempenhou um papel significativo na conscientização internacional sobre a luta pela independência da Irlanda e na formação da identidade republicana.

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.