Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Golpe Continuado

Um estado de exceção eleitoral apoiado pela esquerda

TSE é parte fundamental do golpe de Estado


Há um ditado espanhol que diz “Cría cuervos y te sacarán los ojos”, algo como ‘crie corvos e te arrancarão (comerão) os olhos’. A esquerda pequeno-burguesa aplaudiu a censura ao youtuber Monark, o cancelamento do carnaval, as prisões de Bob Jeferson, Daniel Silveira e Sara Winter; portanto, não deveria ficar tão indignada ao ver a censura a artistas no Lollapalooza por parte do TSE, tratasse de um mesmo movimento. Esse é um monstro que ela própria ajudou a parir. É o desfecho previsível do ato de se dar cada vez mais poder para um Estado autoritário.

Desta vez, um ministro do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Raul Araújo, deu uma canetada para censurar manifestação política durante shows no Lollapalooza. Isso aí já dá o tom do que serão as eleições presidenciais neste ano. Determinou também multa diária de 50 mil reais a quem promovesse o que ele chamou de “realização de ou manifestação eleitoral ostensiva e extemporânea em favor do candidato ou partido político por parte de músicos e grupos musicais que se apresentam no festival”.

Primeiro, é preciso dizer que não se tratava de propaganda eleitoral antecipada e, se fosse, também não haveria problema nenhum. Os partidos de esquerda aceitam bovinamente essas arbitrariedades do Judiciário, leis draconianas que só fazem beneficiar a direita e partidos endinheirados. Se fosse o caso de proibir, o TSE teria que ter tomado alguma atitude com relação às motociadas promovidas por Bolsonaro, coisa que nunca cogitaram. Aliás, o próprio Raul Araújo, neste 23 de março, negou uma representação do PT que pedia que se retirassem outdoors em defesa de Bolsonaro nos Estados do Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro e Bahia.

Outdoor bolsonarista chamando Lula de bandido

Como estamos vendo, e já era esperado, o que vale para a direita não vale para esquerda. O Judiciário continua representando um dos pilares do golpe e do fascismo no Brasil. Foi peça fundamental na Golpe de 2016 (leia nossa matéria). A prisão de Lula foi totalmente orquestrada e possibilitou a eleição de Bolsonaro. Com todos esses acontecimentos, é quase inacreditável que a esquerda não tire lições para orientar sua política.

O Judiciário, de fato, é também uma peça fundamental para a manutenção do golpe, uma de suas funções é dificultar ao máximo que a esquerda consiga fazer campanha de seus candidatos. A direita, por sua vez, sempre encontra espaço para se manifestar nos meios tradicionais de comunicação.

Liberdade de expressão

O caso Monark revela que a esquerda se perdeu de suas lutas fundamentais e está totalmente a reboque da direita. É refém de um completo moralismo punitivista, identitário, que, via de regra, acaba afastando elementos mais confusos para o lado da direita, na qual enxerga um setor antissistema.

O DCO sofreu uma grande hostilidade por parte da esquerda por defender a liberdade irrestrita de expressão, como é a tradição da esquerda. Fomos acusados de apoiar nazistas porque defendemos Monark contra uma absurda campanha de cancelamento. O apresentador disse que era favorável que se pudesse fundar qualquer tipo de partido, inclusive um nazista e por isso sofreu uma enorme perseguição nas redes sociais. Agora, a esquerda precisa passar vergonha porque foi ele um dos primeiros a defender o direito de Pabllo Vittar se expressar durante o show. Monark tuitou o seguinte: “A defesa da liberdade de expressão não tem lado político, é lutar pelo bem da humanidade. Se você estiver na esquerda ou na direita e eu entender que sua liberdade de expressão esta sendo ameaçada eu falarei em sua defesa. Quando controlarem o pensamento tudo estará perdido”. Um sujeito que era tachado de nazista consegue ser mais progressista que boa parte da esquerda.

A liberdade de expressão precisa ser defendida de todas as maneira, ela é fundamental para o desenvolvimento da política e até do pensamento de uma maneira geral.

No que dependeu deste Diário, ninguém poderá reclamar de que não foi avisado. Publicamos textos de Marx, Rosa Luxemburgo, Lênin, Trótski, para explicar a importância da liberdade de expressão. Em um deles, de Trótski, a explicação disso que estamos vivendo hoje é descrito palavra por palavra.:

Nas condições do regime burguês, toda supressão dos direitos políticos e da liberdade, não importa a quem sejam dirigidos no início, no final inevitavelmente pesa sobre a classe trabalhadora, particularmente seus elementos mais avançados. Essa é uma lei da história. Os trabalhadores devem aprender a distinguir entre seus amigos e seus inimigos de acordo com seu próprio julgamento e não de acordo com as dicas da polícia”.

O velho truque

O que a direita faz, no início, como diz o texto de Trótski, é a supressão de elementos indesejáveis da direita e assim consegue apoio dos ‘progressistas’. No mesmo sentido, Estado costuma tomar decisões autoritárias “em nome de um bem maior”, com o que consegue arrancar aplausos da esquerda pequeno-burguesa. Os governos cancelam o Carnaval e ai de que conteste, os pequeno-burgueses atacam com toda a ferocidade. Afinal, o governo ‘estava preocupado com os casos de Covid’. Passadas duas semanas, eis que os governantes liberam as pessoas de usarem máscaras, inclusive em locais fechados, mas a esquerda não persegue que mais uma vez caiu em um conto do vigário.

Avisamos que a proibição aos blocos e aos desfiles de Carnaval nada mais era do que uma medida do governo para evitar a politização da Festa. No último Carnaval, logo antes da pandemia, o lema “Ei, Bolsonaro, vai tomar no c…” era cantado em toda parte e por todo o Brasil. Desta vez não seria diferente, pois onde o povo se reúne certamente as manifestações se repetem. A direita evita de todas as maneiras a polarização política, pois isso aumenta o apoio a Lula e sua popularidade crescer ainda mais.

Análise marxista

Quando o STF golpista prendeu Daniel Silveira por conta de algo que teria dito, nos opusemos imediatamente, pois não podemos ser favoráveis ao crime de opinião e contra quem quer que seja. Quase houve queima de fogos, as redes sociais bombaram de tanta felicade. Nós, os desmancha-prazeres, tratamos de avisar que não havia motivo para comemoração, que isso iria se voltar fatalmente contra a esquerda. Dito e feito.

Não se trata de adivinhação, para fazer política revolucionária é preciso fazer análise marxista dos fatos. Vivemos em uma sociedade dividida em classes, o Estado, por usa vez responde aos interesses da burguesia, da classe dominante. As instituições do Estado, como o Judiciário, não vão de modo algum agir contra a burguesia, mas sim contra a classe trabalhadora. Portanto, é preciso olhar com desconfiança as “boas intenções” que dali partem. Se os governos foram totalmente omissos e criminosos no combate à Covid, por qual razão estariam preocupados com contágios, ainda mais a céu aberto? Está claro que a única intenção era a de oprimir ainda mais os trabalhadores.

É preciso denunciar sempre essas manobras do Estado capitalista e não se deixar intimidar também pela esquerda moralista que acaba sendo uma correia de transmissão da ideologia burguesa no seio da classe operária.


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.