Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Luta do povo negro

Sair às ruas contra a direita e a PM neste 20 de novembro

Ir às ruas para defender o governo eleito, garantir as demandas dos trabalhadores e levantar a pauta pelo fim da polícia


O próximo dia 20 de novembro é o Dia de Luta do Povo Negro. A esquerda deve aproveitar a data para realizar um ato unitário contra a direita e em defesa das reivindicações dos trabalhadores, com destaque para as dos negros. Eleito pelo movimento da classe operária, o presidente Lula já leva adiante uma briga com a burguesia antes mesmo de tomar posse. O Ministério da Economia, especialmente, é alvo de pressão cerrada da imprensa burguesa, que quer garantir um governo anti-povo. É o momento de pressionar por baixo.

Diferente do identitarismo, que estabelece pautas vazias, ou “performáticas”, de aparência, é preciso lutar pelas reivindicações concretas da maioria da população. A política identitária é uma tendência pequeno-burguesa, capturada pela burguesia, que pressiona o movimento negro à direita. Contra ela está a pauta de questões reais, concretas: o desemprego, a fome, o salário reduzido pela inflação, os presídios, a repressão policial, os assassinatos nas favelas e periferias. É sobre essas pautas reais que o governo Lula deve agir, e são essas as reivindicações da população em geral.

Enquanto o povo negro é o mais afetado pela destruição econômica do golpe, é a ele que mais interessa combater o regime golpista, que mesmo com a posse de Lula se manterá de pé, ao menos em parte, na figura das instituições golpistas. A burguesia aperta o presidente eleito para dar continuidade à política de terra arrasada, o movimento negro junto aos sindicatos pode dar a resposta necessária a essa pressão. É preciso garantir um governo dos trabalhadores e, mesmo para que se efetivem as promessas mais básicas de campanha de Lula, a situação já exige uma base sólida de sustentação para o presidente eleito levar a coisa adiante.

O dia de Luta do Povo Negro pode ser um pontapé inicial para a mobilização em torno da defesa do novo governo, e base para o desenvolvimento do movimento da classe trabalhadora como um todo. O movimento negro tem como destaque entre suas pautas uma das principais questões para a classe operária: o fim da polícia, força de repressão da burguesia contra a população no dia a dia, além de quando os trabalhadores se organizam e fazem manifestações, greves, piquetes, fechamento de rodovias, ocupação de prédios ou terras. Um ato que reúna o conjunto da esquerda e a classe operária, em apoio ao governo que ela elegeu, além de o movimento negro com suas pautas tradicionais, contra a burguesia, pode desenvolver o movimento.

A tarefa é esta, dar prosseguimento à mobilização que elegeu Lula. O 20 de novembro é um dia tradicional de atos da esquerda, e precisa ser levado a todo o potencial neste momento decisivo. Pelo fim da polícia, em especial a militar. Superar o identitarismo, com pautas concretas, e estabelecer desde já pela base trabalhadora a luta por um governo dos trabalhadores, que não só aumente o salário, mas garanta um salário capaz de custear todos os direitos estabelecidos na Constituição. Um governo que reverta a política de preços da Petrobrás, mas que refunde a empresa 100% estatal. Não apenas um governo que invista na economia nacional, mas que reverta todas as privatizações já realizadas, como da Telebrás, da Vale do Rio Doce e, portanto, um governo que garanta emprego, desenvolvimento econômico e dignidade para toda a população de conjunto, o que seria especial para a parcela mais massacrada do povo brasileiro, a população negra.

A direção do PCO, nesta semana, se reúne para discutir a realização de um evento do coletivo de negros João Cândido no dia 20 de novembro. O coletivo Joao Cândido, no momento, leva adiante campanha para fortalecer uma imprensa negra independente de classe, uma imprensa negra operária. O coletivo tem uma revista mensal, a revista João Cândido, que pode ser adquirida, assinada e apoiada entrando em contato com o coletivo por: 011 95208-8335 . O leitor pode, além disso, encontrar o PCO nos atos que se aproximam.

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.