Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Análise Política das terças

Rui Pimenta analisa a Copa e a transição do governo

Rui Costa Pimenta faz sua tradicional análise política semanal a respeito dos principais acontecimentos recentes.


Nesta terça-feira (29), 16h, aconteceu mais uma tradicional Análise de 3ª do companheiro Rui Costa Pimenta, que avalia os principais acontecimentos do meio da semana.

O programa abordou os temas referentes a Copa do mundo do Catar, a campanha contra o craque Neymar e também sobre a chamada PEC da transição além de, como é de praxe, responder às perguntas do público.

A análise se iniciou a respeito das eleições em Taiuan. Rui acredita que haja uma disputa política na ilha de Taiuan onde o partido que não é o mais ligado ao imperialismo obteve a vitória. O governo eleito seria mais ligado à burguesia local. Em seu entender, esse seria o motivo pelo qual a China ainda não invadiu a ilha.

A seguir, Rui falou a respeito do crescimento da classe operária chinesa, a qual teria no momento o espantoso número de 600 milhões de trabalhadores industriais. Esse seria o principal e real motivo das preocupações do governo de Xi Jinping, controlar essa imensa força social, não os protestos atuais que ocorrem pontualmente no país, onde há muitas greves que não são noticiadas.

Ainda sobre esse importante tema, Rui Costa Pimenta respondeu a uma pergunta da audiência a respeito das condições materiais da classe operária chinesa. Expôs que apesar do enorme PIB (Produto Interno Bruto), o nível salarial ainda é muito baixo embora o salário médio tenha evoluído de 30 dólares para algo mais de 100 dólares. O crescimento dessa classe seria uma preocupação constante da burocracia estatal que vem procurando estabelecer algumas melhorias nas condições de vida para essa parcela de trabalhadores.

Abordando a questão da Copa do Mundo e do jogador Neymar, Rui falou a respeito do absurdo que é parte da esquerda ter comemorado a contusão sofrida pelo craque no jogo de primeira rodada contra a Sérvia. Nesse sentido, Rui Costa Pimenta apontou as confusões a respeito e viu como positivo a direção do PT ter feito oposição a essa comemoração equivocada e extremamente impopular. Pois, a seu ver, o povo em peso vê o jogador como o maior ídolo do principal esporte do país. Segundo Rui a esquerda deveria avaliar melhor suas posições, as quais têm se distanciado cada vez mais do povo trabalhador. Ainda afirmou que o futebol seria um alento para a população que vive em condições muito duras.

Na sequência Rui abordou outro importante assunto o qual diz respeito da PEC (Proposta de Emenda Constitucional) da Transição a qual propõem que se retire do Teto de Gastos 200 bilhões de reais para custear por quatro anos o auxílio Bolsa Família em apoio à população mais pobre. Nessa abordagem Rui Costa Pimenta evidencia que o apoio “centrista” da chamada Frente Ampla nada mais é do que o que Trótski definiu como “uma galinha que choca ovos de pato”. Em sua visão esse apoio que o Partido dos Trabalhadores achou que possuía era totalmente aparente, visto que não houve nenhum voto favorável no Senado dentre essa chamada ala de centro composta de partidos da direita neoliberal como PSDB e MDB.

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.