Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Social-democracia alemã

Rosa Luxemburgo vai à festa de fim de ano e briga com Bernstein

Festa de gala marcou virada do século na Alemanha


No começo do filme “Rosa Luxemburgo”, dirigido por Margarethe von Trotta e estreado em 1986, somos apresentados à festa de réveillon à fantasia de 1900 organizada pela Social Democracia alemã. A cena mostra uma belíssima cerimônia num suntuoso e vasto salão iluminado por um gigantesco lustre de cristal. Os integrantes do partido, na época revolucionário, estão vestidos em belos trajes e dançam ao som de uma calma valsa.

Enquanto a festa ocorre, a protagonista, fantasiada com um traje tradicional japonês, trava contato com muitas das figuras mais importantes da política alemã da época como August Bebel e Karl Kautsky. Rosa deixa seu companheiro amoroso, Jan Tiszka, o fundador da Partido Social Democrata Polaco, conversando com Kautsky ao avistar Clara Zetkin do outro lado do salão, parte com flores nas mãos e cumprimenta de maneira entusiástica a revolucionária alemã, que lhes apresenta seus dois filhos.

É nesta hora que Rosa recusa o convite para dançar feito por Eduard Bernstein, que está trajado como um mago com um chapéu pontudo um tanto longo. O revisionista do Marxismo argumenta com a revolucionária polaca de que estavam numa festa e não num congresso do partido, não haveria mal que dançassem juntos. Ela responde que é impossível polemizar intensamente num dia e divertir-se com ele no outro, e vai junto com Zetkin ao encontro de seu marido que continua a conversar com Kautsky. O casal parte para a dança enquanto conversam sobre o (des)conhecimento de Kautsky acerca da situação polonesa. Logo em seguida, Rosa dança brevemente com Bebel até que desce uma placa indicando o ano de 1900, os companheiros começam a bater palmas e Bebel parte para fazer um breve discurso:

Felizmente, com orgulho e confiança, o proletariado com consciência de classe se aproxima do século XX. Um século se foi, e espero que o novo seja um século de realizações. O progresso tem sido magnífico, e melhor ainda, continua!

O líder da socialdemocracia alemã estava correto em partes, mas não poderia prever o chauvinismo que tomaria conta da maioria do seu partido à época da Primeira Guerra Mundial e que este afogaria os revolucionários, aí inclusa Rosa, à época da Revolução Alemã de 1918. Os companheiros presentes na festa batem palmas entusiástica e a festa continua.

Para além das considerações do desenvolvimento da luta política posterior, façamos considerações um tanto breves sobre a questão da veracidade da cena. É fato que os partidos operários, quando tinham condições para tal, realizavam grandes festas em marcos importantes como uma maneira de estreitar as relações entre os companheiros de luta e de aproximar pessoas da política revolucionária. Não eram somente os sociaisdemocratas alemães que os faziam, como também os bolcheviques. Inspirando-se nestes grandes partidos da história da luta da classe operária, o PCO realiza uma grande festa de réveillon todos os anos, o Réveillon Vermelho.

Depois de dois anos sem ocorrer devido à pandemia, a grandiosa celebração retorna neste final de ano na cidade São Paulo. A grande festa acontecerá no final deste ano e contará com bebida e comida à vontade, shows musicais, um discurso do Companheiro Rui Costa Pimenta, queima de fogos e muito mais. Todos os companheiros estão convidados a vir celebrar conosco e quem sabe, talvez 2023 seja um grande ano para luta contra o Imperialismo! É o que a crise em que está mergulhada a ditadura mundial do grande capital nos faz crer.


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.