Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Imperialismo contra a Rússia

Pentágono quer treinar militares ucranianos nos EUA, diz jornal

As forças de Kiev podem ser treinadas no uso do sistema de defesa antiaérea americano diretamente nos EUA, depois que foi aprovado o uso de uma bateria

As forças de Kiev podem ser treinadas no uso do sistema de defesa antiaérea americano diretamente nos EUA, depois que foi aprovado o uso de uma bateria.

O Departamento de Defesa dos EUA está considerando treinar militares ucranianos na operação de mísseis Patriot em bases localizadas no país norte-americano, escreveu na quinta-feira (22) o jornal americano Politico.

A operação do sistema de mísseis terra-ar requer cerca de 90 soldados, e espera-se que o treinamento dure vários meses, de acordo com o Departamento de Defesa dos EUA. Uma única bateria de mísseis Patriot supostamente custa US$ 1 bilhão (R$ 5,16 bilhões).

Até hoje, a maior parte do treinamento que os militantes ucranianos precisaram para operar armas fabricadas pelos EUA foi realizada em países europeus como a Alemanha e Reino Unido e no leste do continente. Além disso, a Agência Central de Inteligência (CIA, na sigla em inglês) americana tem operado desde 2015 um “programa secreto de treinamento intensivo nos EUA” para militares ucranianos, “em uma instalação não revelada no sul” do país.

Na quarta-feira (21), antes de uma coletiva de imprensa com o presidente ucraniano Vladimir Zelensky, Joe Biden, presidente do país norte-americano, anunciou que ele enviaria uma bateria Patriot à Ucrânia. Zelensky agradeceu aos EUA pelo suprimento, mas insistiu que precisava de mais.

“Estamos trabalhando nisso”, respondeu Biden.

Funcionários do Pentágono sublinharam que o treinamento deveria ocorrer nos EUA, “onde a maior parte dos instrutores e simuladores dos sistemas está localizada”, e não na Europa, onde veem mais dificuldades logísticas.

A complexidade do sistema, projetado para o objetivo de derrubar todos os alvos aéreos, foi apontada como razão para ele dever demorar vários meses até chegar à Ucrânia.

Moscou adverte que a ajuda militar a Kiev não contribui para o fim do conflito e as negociações, com Vladimir Putin, presidente da Rússia, garantindo que “deixem-nos colocá-lo lá, nós também vamos destruir o Patriot”.

Fonte: Sputnik

* Os artigos aqui reproduzidos não expressam necessariamente a opinião deste Diário

Gostou do artigo? Faça uma doação!

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.