Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Farsa

Ou os dados mentem, ou Bolsonaro combateu o desemprego

Tal fato apenas demonstra que os números oficiais são falsificados, e que a situação dos trabalhadores brasileiros vai de mal a pior, com menos direitos e sem estabilidade


O governo Bolsonaro está para terminar, no entanto, a imprensa burguesa busca ainda tentar mostrar que tanto seu governo como todo o regime golpista que se criou após a derrubada de Dilma Rousseff foi positivo para a população brasileira. Divulgando os novos dados farsescos do desemprego, a burguesia busca convencer a população de que, na realidade, Bolsonaro não foi de fato um inimigo dos trabalhadores, mas um combatente na luta contra o desemprego.

Os dados divulgados nesta sexta-feira pelo IBGE, noticiaram que o Brasil obteve uma queda na taxa de desemprego, atingindo 8,3%, no trimestre de agosto, setembro e outubro, o menor percentual desde maio de 2015. A queda no número de desempregados teria sido de 0,8 pontos percentuais em relação ao trimestre anterior, e quase 4 pontos percentuais em relação ao mesmo trimestre em 2021.

No entanto, a farsa começa a se revelar quando é visto no detalhe quem são de fato os desempregados reais no Brasil. Como já durante o governo Temer, a medida de desemprego brasileira foi mudada, acrescentando como “empregado” trabalhadores que possuíam empregos irregulares, camelôs, entregadores, entre outros serviços sem qualquer garantia mas que rendiam algo para o trabalhador. Dessa maneira, a taxa de desemprego no país caiu milagrosamente.

Hoje, apenas 36,6 milhões de pessoas tem carteira assinada no Brasil, e a taxa de informalidade apenas cresceu, atingindo históricos 40,7% da população nacional. Com isto, cerca de 40 milhões de trabalhadores encontram-se sem um trabalho regular, vivendo de serviços informais que são considerados pelos dados oficiais como “empregos”. 

Os dados mostram na realidade que a taxa de desemprego no País é uma completa farsa. O governo Bolsonaro foi responsável por aumentar o desemprego da população e, hoje, quase metade daqueles que recebem algo no mês não possuem de fato um emprego, quanto menos um que seja estável. Se os dados gerais apresentassem a realidade, o desemprego no País estaria hoje batendo recordes históricos, muito diferente do que afirma a imprensa burguesa.

Tal fato apenas demonstra que os números oficiais são falsificados e que a situação dos trabalhadores brasileiros vai de mal a pior, cada vez com menos direitos e sem qualquer estabilidade.

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.