Por quê estou vendo anúncios no DCO?

Campanha contra o futebol arte

Não é cai-cai: Neymar é o jogador mais agredido até agora

Neymar, como um representante legítimo do futebol arte, é um excelente driblador, comparável aos nossos Ronaldinhos, que é visado pelos seus marcadores


A questão da esquerda comemorar a lesão do Neymar, é um verdadeiro absurdo. Neymar sofreu cerca de 10 faltas no jogo contra a Sérvia e, até o momento em que escrevíamos esta matéria, é o jogador que recebeu o maior número de faltas em uma só partida.

Vale lembrar que, o nosso craque Pelé recebia o mesmo tratamento nas diversas copas que participou, sendo uma delas, a de 1962, onde o Brasil iria para a conquista do seu bicampeonato, no Chile, tendo à frente na dupla de área Garrinha e Pelé, quando saiu de campo carregado pelos companheiros, por uma lesão muscular, devido às perseguições faltosas dos seus adversários. Quem não se lembra da famosa cotovelada do rei Pelé no jogador Uruguaio, na copa de 70, depois que o mesmo pisou a sua coxa quando ele estava no chão ao sofrer uma falta.

Podemos dizer o mesmo do nosso glorioso Garrinha, um exímio driblador, um tradicional ponta direita, que entortava todos os seus adversários, mesmo sabendo que o seu drible seria dado para o mesmo lado. Devido a sua destreza, era violentamente caçado dentro de campo que, muita das vezes, era obrigado ir para o departamento médico para curar as suas lesões, principalmente no seu joelho direito.

Poderíamos escrever laudas e laudas de acontecimentos como esses, mas precisamos destacar, nesta copa de 2022, o que estamos presenciando no caso do maior craque do futebol brasileiro da atualidade, o nosso querido Neymar, fazendo a campanha contra o Neymar de que ele é um cai-cai. Campanha essa que no fundo é uma campanha contra o futebol brasileiro.

Neymar, como um representante legítimo do futebol arte, é um excelente driblador, comparável aos nossos Ronaldinhos, que é visado pelos seus marcadores, que encontram muitas dificuldades para marca-lo. Só não vê quem não quer! Basta fazer uma pequena pesquisa na internet para ver as suas jogadas maravilhosas, tanto nas suas participações nos times brasileiros, quanto nos times da Europa onde ele vem atuando atualmente.

A campanha contra o atacante brasileiro, repete a da copa de 2018. Apenas reclamam de que ele cai à toa, mas ninguém fala que ele não sabe jogar bola, são apenas intrigas contra o jogador. É uma campanha que está a todo o vapor que, na verdade visa desmoralizar o futebol brasileiro. Isso fica claro quando a esquerda pequena burguesa, boneco de ventríloquo da burguesia imperialista, faz campanha contra o jogar pelo seu “apoio” a Bolsonaro.

Para quem assistiu o primeiro jogo do Brasil contra a Sérvia, não pode ter dúvidas que o jogador brasileiro foi deliberadamente caçado em campo. Neymar sofreu 10 faltas, em duas delas, os sérvios foram penalizados com cartões amarelos. Na primeira entrada que sofreu, Neymar foi ao chão em uma entrada dura do camisa 2 da seleção Sérvia e, depois de apanhar muito, aos 34 minutos do segundo tempo, quando recebeu a suas décima falta, saiu de campo lesionado gravemente no tornozelo, tirando o jogador nos jogos da primeira fase da copa.

Levantamento da empresa BeSoccer Pro, especializada em estatísticas de futebol, revela que Neymar foi o jogador que mais sofreu faltas desde 2016, entre aqueles que defendem clubes das principais ligas da Europa. Segundo a pesquisa, o craque brasileiro sofreu 1.040 faltas dedes 2016. A pesquisa levou em consideração jogos oficiais por seleções e de clubes das cinco principais ligas da Europa. Em segundo lugar ficou com o argentino Lionel Messi, com 839 faltas.

Atacar Neymar, com essa mesma lenga – lenga de que ele é cai-cai, nesta copa do mundo é crucial para os negócios imperialistas do futebol, um dos mais lucrativos de todo o mundo, é apoiar essa disputa terrível dos países atrasados, principalmente o Brasil, a maior potencia futebolista do mundo, e os países imperialistas. Significa, também, impor a fórmula europeia de conjunto, como o futebol feio, duro, de correria, e também a privatização de tudo que envolve o esporte, a transformação dos clubes em S/A, o futebol sem torcida organizada, longe do povo, perto dos investimentos, das ações, do mercado especulativo.

As acusações extra-campo são da mesma natureza, e cumprem a mesma função de atacar o futebol brasileiro, que deve ser visto como um patrimônio do povo, na luta pela soberania nacional, por isso a defesa do esporte feita por este diário. Nada contra as pessoas que não gostam do esporte, mas negar sua importância para o País e para a autoestima do povo brasileiro é um grande desconhecimento ou desprezo por nossa história.

Gostou do artigo? Faça uma doação!


COTV

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.